Idoso tomando vacina da Covid-19
Ascom/SMS
Idoso tomando vacina da Covid-19

O Brasil tem mais de 21,5 milhões de “faltosos” para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 . Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira mostram que 13% da população que tomou a primeira dose está em atraso para completar o esquema vacinal contra a Covid-19.

As estatísticas se concentram nas regiões Sudeste e Nordeste. São Paulo, estado mais populoso do país, encabeça a lista, com 4,5 milhões. Em seguida, vem Minas Gerais, que soma 2,6 milhões. Paraná e Rio de Janeiro registram 1,5 milhão cada.

Como principais motivos para o atraso vacinal, especialistas indicam medo de sofrer efeito adverso à segunda dose, esquecimento da data e desinformação sobre a necessidade de tomar a segunda dose para atingir a imunidade.

Esses números saltam desde 15 de abril, quando a pasta divulgou pela primeira vez. À época, Queiroga anunciou que 1,5 milhão de pessoas deixaram de retornar aos pontos de vacinação. O total triplicou para 4,6 milhões em 30 de julho e alcançou 7 milhões de “faltosos” em 11 de agosto. No dia 20, já eram 8,5 milhões.

O montante mais que dobrou em 40 dias, quando alcançou 17,2 milhões de pessoas em 1º de outubro. Cerca de 20 milhões estavam em atraso com a segunda dose da vacina em 19 de outubro e 21 milhões em 16 de novembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários