Medida entrará em vigor a partir de 11 de fevereiro
Reprodução/ CNM
Medida entrará em vigor a partir de 11 de fevereiro

Com mais de 90% da população com mais de 12 anos vacinada com ao menos uma dose anti-Covid, a Itália anunciou a retirada da obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir do próximo dia 11 de fevereiro.

A decisão foi tomada após o ministro da Saúde, Roberto Speranza, assinar um novo decreto nesta terça-feira (8). A medida, no entanto, ressalta que o uso da proteção contra o novo coronavírus permanece obrigatório em ambientes fechados.

"Até 31 de março de 2022, é obrigatório em todo o país o uso de equipamentos de proteção respiratória em locais fechados que não sejam as residências particulares", diz o comunicado.

O governo italiano informa ainda que, em locais ao ar livre, é obrigatório em todo o território nacional portar máscaras de proteção e usá-las onde houver aglomerações ou multidões.

Leia Também

O novo decreto especifica que determinadas pessoas não são obrigadas a usar máscaras, como crianças menores de seis anos; quem é portador de patologias ou deficiências incompatíveis com o uso da proteção; quem precisa se comunicar com uma pessoas com deficiência; e aqueles que praticam esportes.

As regras serão aplicadas em todas as regiões italianas, independentemente das cores atribuídas com base na tendência da pandemia de Covid-19, e também às províncias autônomas de Trento e Bolzano.

Por conta do controle feito nas transmissões, a Itália está relaxando as regras sanitárias desde a última segunda-feira, quando começaram a valer novas regras de isolamento para pessoas que testaram positivo para a Covid-19, mas estão assintomáticas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários