China enfrenta novo surto de Covid-19
USP/Divulgação
China enfrenta novo surto de Covid-19

A cidade de Shenzhen, polo tecnológico na China com 17 milhões de habitantes, entrou em isolamento após registrar 66 novos casos de Covid-19. Neste domingo (13), o país regristou 3.939 novos casos da doença, o número mais alto em dois anos, de acordo com a Comissão Nacional de Saúde.

Isso fez com que várias cidades fossem isoladas diante do surto causado pela variante Ômicron. Shenzhen abriga as gigantes de tecnologia Huawei e Tencent.

"É a pior quarentena desde 2020. Uma amiga acordou de manhã e descobriu que seu prédio havia sido isolado durante a noite sem aviso prévio. Seu chefe teve que enviar um laptop para ela", contou à AFP um morador de Shenzhen.

Além da cidade, escolas em Xangai foram fechadas e cidades no Nordeste da China foram completamente isoladas. Na última sexta-feira (11), o centro industrial de 9 milhões de habitantes Changchun também já havia decretado lockdown.

Atualmente, o país é o único que mantém uma política de Covid-19 zero, ou seja, que visa eliminar completamente todos os focos que surgem da doença, relata a AFP.

Com testagens em massa e vacinação acima dos 80%, a China tem um número total de casos e mortes menor do que a maioria dos países do mundo. No entanto, autoridades locais têm buscado medidas mais brandas para conter o vírus, sobretudo por questões econômicas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários