Hospital na Brasilândia
EDSON LOPES JR / SECOM
Hospital na Brasilândia

São Paulo, 16 de julho de 2022* – A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) contratou a Organização Social de Saúde (OSS) Associação Saúde em Movimento (ASM) para gerir o Hospital Municipal da Brasilândia – Adib Jatene, conforme despacho publicado no Diário Oficial neste sábado (16). Assim, a pasta dará início na próxima segunda-feira (18) à transição da administração da unidade, que passará a funcionar como hospital geral, com pronto-socorro, a fim de ampliar e aprimorar o atendimento prestado à população.

A previsão é de que cerca de 16 mil pacientes sejam atendidos por mês inicialmente no pronto-socorro do hospital, que deve beneficiar 2,2 milhões de moradores da zona norte da cidade.

O contrato estabelece o gerenciamento de 204 leitos no total, entre terapia intensiva para adultos, terapia intensiva pediátrica, enfermaria pediátrica, enfermaria cirúrgica, clínica médica, observação, emergência e salas cirúrgicas (sendo duas para urgência e emergência).

A unidade, entregue pela SMS em maio de 2020, no início da pandemia de Covid-19, se tornou referência para os atendimentos de pacientes com a doença. Desde então, mais de 11 mil pessoas foram atendidas no local. Entre o fim de 2021 e o início de 2022, o equipamento foi fundamental para atender ao aumento da demanda provocada pela variante ômicron do coronavírus e os casos de gripe causado pelo vírus influenza.

O HM Brasilândia está localizado em um terreno de mais de 17 mil metros quadrados, com 41 mil metros quadrados de área construída. A gestão municipal, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), investiu R$ 275 milhões na construção e implantação do hospital.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários