Tamanho do texto

Conheça quais alimentos ajudam a prevenir tipos diferentes de câncer e saiba o que deve ser evitado na hora de adotar uma dieta balanceada

Alimentação saudável é capaz de prevenir o câncer e pode ser iniciada em qualquer idade, e quanto antes, melhor
shutterstock
Alimentação saudável é capaz de prevenir o câncer e pode ser iniciada em qualquer idade, e quanto antes, melhor

“Uma boa alimentação é a chave para manter a saúde em dia”. Não é primeira vez que você se depara com essa frase, não é mesmo? E a verdade é que uma dieta balanceada, que inclua o consumo de vegetais e evite a ingestão de alimentos embutidos e processados, por exemplo, tem influência comprovada cientificamente na proteção contra várias doenças, inclusive o câncer.

Leia também: Saiba quais são os alimentos poderosos no combate ao câncer

“O consumo adequado de frutas, verduras e legumes, que seria de cinco porções diárias, pode reduzir em 20% o risco de desenvolver câncer ”, afirma Thais Manfrinato Miola, coordenadora de Nutrição Clínica do A.C. Camargo Cancer Center.

Quando combinada a outras práticas, como exercícios físicos e controle de peso, a alimentação saudável  pode diminuir em até 40% as chances de a doença aparecer, conforme afirma Miola. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), um em cada três casos de câncer poderia ser evitado com a adoção desses três hábitos.

A presença de vitaminas, fibras e outras substâncias na dieta colaboram para evitar alterações celulares e ajudam na defesa natural do corpo contra agentes cancerígenos antes que eles provoquem danos às células. E quanto mais cedo o indivíduo começa a comer corretamente, melhores são os efeitos.

Leite e derivados, como queijo, manteiga e iogurte, podem ajudar no combate ao câncer de intestino
Shuttersock
Leite e derivados, como queijo, manteiga e iogurte, podem ajudar no combate ao câncer de intestino

A nutricionista explica que cada alimento está relacionado à prevenção de um tipo específico de tumor. “O consumo de 25 a 30 gramas de fibras diariamente pode ajudar a prevenir câncer colorretal, por exemplo”, explica ela.

Miola conta que as fibras  presentes na maçã, pera, feijão e aveia ajudam no bom funcionamento do intestino. “Quem tem intestino preso, fica com as fezes por muito tempo na parede do órgão, o que provoca a liberação de substâncias que aumentam o risco do câncer colorretal”, afirma.

Os alimentos ricos em cálcio , como leite e seus derivados, também podem ajudar a evitar o câncer de intestino. A capacidade do cálcio em se ligar aos ácidos biliares e às gorduras reduz seus efeito tóxicos. A nutricionista pondera, contudo, que por serem alimentos com alto teor de gordura, o ideal é consumí-los na forma desnatada.

“A lactose desses alimentos também atua como prebióticos, tornando-se fonte de energia para as bactérias boas do intestino, ajudando na prevenção”, diz a nutricionista.

Um estudo realizado pela Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, também mostrou que o betacaroteno diminui os riscos de câncer de mama em mulheres na pré-menopausa.

A pesquisa indica que o betacaroteno presente na cenoura, na beterraba e na batata doce protege o DNA contra oxidação e evita a formação de radicais livres.

Vilões da alimentação

Mas, assim como há alimentos que ajudam a evitar a doença, existem outros que colaboram para o aumento das chances de câncer, como o consumo excessivo de carne vermelha , que eleva o risco em 35%.

“Não precisa eliminar a carne vermelha da dieta , mas deve-se fazer o consumo seguro, que seria de 500 gramas por semana nas versões assadas e cozidas, está tudo bem”, garante a especialista do A.C. Camargo

Embutidos, como linguiça, salsicha, presunto, salame e peito de peru também devem ser evitados. Eles aumentam até 2% o risco da doença, segundo Miola. “Quanto menos, melhor. Mas é claro que se eu comer um cachorro-quente nesta semana não quer dizer que terei câncer”, tranquiliza ela.

Embutidos são alimentos que devem ser evitados sempre que possível, segundo a nutricionista
Shuttersock
Embutidos são alimentos que devem ser evitados sempre que possível, segundo a nutricionista

Sal e alimentos conservados no sal, como os embutidos, também estão relacionados ao aumento de câncer de estômago, por causa do favorecimento na multiplicação da  H. pylori, bactéria que prejudica a barreira protetora do estômago e intestino e estimula a inflamação.

Livro de Receitas

Para estimular a alimentação saudável e o aproveitamento de cada alimento na prevenção do câncer, o Serviço de Nutrição e Dietética do A.C. Camargo desenvolveu um Livro de Receitas da Oficina de Culinária, fruto de aulas que o hospital ofereceu durante anos.

A ideia é conscientizar, por meio da união dos preceitos nutricionais e das técnicas gastronômicas, sobre a importância da alimentação para a saúde das pessoas.

O livro traz indicado quais pratos ajudam a evitar câncer de pulmão, próstata, colorretal, estômago, mama, tumores abdominais, além de receitas que ajudam na prevenção de diabetes, anemia, hipertensão, doenças cardiovasculares, com dicas de como aproveitar os alimentos integralmente e preparar alimentos sem glúten. Todo o conteúdo do livro pode ser encontrado para download aqui .

Confira abaixo duas receitas apetitosas que ajudam a prevenir dois tipos diferentes de câncer que foram extraídas do Livro de Receitas da Oficina de Culinária.

Leia também: Inca divulga vídeos de como prevenir o câncer por meio de alimentação saudável

Flan com calda de Goiabada, que ajuda na prevenção do câncer de próstata

Ingredientes para o flan

  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de leite (medida)
  • 2 potes de iogurte natural

Ingredientes para a calda

  • 6 goiabas vermelhas sem casca e picadas
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 ½ xícara (chá) de água

Modo de preparo

Flan: Dissolva a gelatina conforme as orientações do fabricante. Bata no liquidificador o leite condensado, o leite, o iogurte e a gelatina dissolvida. Coloque em uma fôrma com furo central molhada e leve à geladeira por cerca de 4 horas.

Calda: Em uma panela, coloque as goiabas, o açúcar e a água. Leve ao fogo baixo por cerca de 20 minutos ou até que as goiabas se desmanchem. Retire do fogo, bata no liquidificador e volte ao fogo por cerca de 15 minutos ou até que a calda fique grossa. Deixe esfriar e sirva a calda sobre o flan.

Rendimento: 10 porções 

Valor calórico por porção: 197 kcal

Torta de brócolis e quinoa que previne contra câncer de mama

Ingredientes

  • 1 ½ xícara (chá) de farinha de quinoa
  • 3 colheres (sopa) de margarina
  • 5 colheres (sopa) de água gelada
  • 250g tofu
  • 1 ovo
  • 1 maço de brócolis cozido
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 colher (chá) de orégano
  • Sal a gosto

Modo de Preparo para massa

Misture a farinha de quinoa, a margarina e 1 colher (café) de sal até formar uma massa. Adicione a água aos poucos e sove. Quando a massa estiver uniforme, faça uma bola e leve à geladeira por cerca de 30 minutos. Tire a massa da geladeira e utilize metade para forrar o fundo e as laterais de uma assadeira untada.

Modo de preparo para recheio

Bata no liquidificador o tofu, o ovo, o brócolis, a cebola, o orégano e o sal. Distribua o recheio e cubra com o restante da massa. Leve ao forno preaquecido a 180°C até dourar. 

Rendimento: 4 porções

Valor calórico por porção: 167 kcal

Leia também: Tabela nutricional da USP mostra composição de 1.900 alimentos; fique por dentro

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.