Tamanho do texto

Doutor Puglisi explica os cuidados necessários para manter a saúde bucal

Quando sentimos qualquer dor nos dentes ou pensamos em dentista logo vem o nome cárie dental. Mas afinal o que é ? Como ela se forma ?

Leia também: Doutor Bruno Puglisi tira as suas dúvidas sobre o dente do siso

Evite a cárie dental e fuja das dores
shutterstock/Reprodução
Evite a cárie dental e fuja das dores

Todos os dias uma película fina se adere sobre nossos dentes que chamamos de placa bacteriana. Essas bactérias se nutrem com o açúcar de alimentos e bebidas que ingerimos e formam um ácido que causa a cárie dental .

Este ácido começa atacando a parte externa do dente, chamada de esmalte onde irá formar uma cavidade (buraco). Após esse momento, se a cárie não for tratada, começa a se aprofundar para as camadas internas do dente, onde sentimos as dores, sensibilidade e até a fratura do dente.

Leia também: Paciente com câncer deve ter acompanhamento do dentista

Como é um processo lento em muitos casos é comum que o paciente sinta dor só nos estágios mais graves, onde pode-se precisar do tratamento de canal ou até ter que tirar o dente . A indicação para o tratamento de canal é quando as bactérias chegam na parte mais interna do dente chamada de polpa onde está o nervo do dente e onde sentimos muita dor, quanto mais a cárie se aproxima do nervo, maior a dor que sentimos.

Como prevenir a cárie dental?

Cárie dental é um problema que pode se agravar caso não seja identificado no começa
iStock
Cárie dental é um problema que pode se agravar caso não seja identificado no começa

* Procure comer alimentos ricos em fibras pois eles estimulam a salivação protetora e contribuem para a diminuição da acidez da boca.

* Masque uma goma sem açúcar, contendo xilitol e sorbitol, após as refeições por cerca de quinze a vinte minutos para limpar os dentes.

* Escove corretamente os dentes pelo menos duas vezes por dia (de preferência, sempre após comer alguma coisa e antes de dormir) e utilize fio dental diariamente.

* Compareça a seu dentista pelo menos a cada seis meses, para avaliação.

* Diminua a frequência dos lanches, que normalmente criam um suprimento contínuo de ácido na boca maior que o das refeições normais.

Leia também: Cárie dental: a segunda doença mais comum do mundo 

* Evite tomar bebidas açucaradas e comer balas ou doces com frequência.

* O flúor preventivo pode ser aplicado topicamente ou estar incluído em cremes dentais ou soluções para enxágue bucal.

* A melhor maneira de evitar a  cárie dental , contudo, é uma correta escovação dos dentes, após cada refeição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.