Secretário-geral da ONU%2C António Guterres%2C
Mark Garten/ONU
Secretário-geral da ONU, Antonio Guterres

Uma futura vacina contra a Covid-19 deverá ser considerada um "bem público mundial", afirmou o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, na abertura de uma reunião virtual internacional de arrecadação de fundos para a Aliança para a Vacina (GAVI), nesta quinta-feira (4).

"Uma vacina contra a Covid-19 deve ser vista como um bem público mundial, uma vacina para o povo", afirmou o português em uma mensagem de vídeo na qual destacou que muitos líderes mundiais se declararam a favor da ideia.

Trump diz que desenvolvimento de vacinas avança mais rápido do que o previsto

É preciso haver "solidariedade global para garantir que todas as pessoas, em todos os lugares, tenham acesso", acrescentou.

A reunião virtual, organizada pela Grã-Bretanha, visa arrecadar US $ 7,4 bilhões para programas de imunização paralisados ​​pela pandemia e lançar uma nova campanha de arrecadação de fundos para apoiar possíveis vacinas contra o novo coronavírus. 

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson pediu uma "nova era de cooperação global em saúde" para "unir a humanidade na luta contra as doenças", particularmente nos países mais pobres.

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para criar vacina

Mais de 50 países estão participando da reunião, além de indivíduos como o  bilionário Bill Gates, para arrecadar fundos para GAVI, a aliança de vacinas criada em 2000. 

O objetivo é melhorar o acesso à vacinação nos países mais pobres do mundo. O dinheiro é considerado vital não apenas para proteger as crianças de doenças mortais como poliomielite, difteria e sarampo, com a previsão de que até 8 milhões de vidas sejam salvas, mas também para ajudar a garantir a recuperação global da pandemia de coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários