Covid-19 pode causar sequelas no coração
Pixabay
Covid-19 pode causar sequelas no coração

A doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2)  é conhecida por causar problemas respiratórios como a insuficiência pulmonar, entretanto dados recentes de um estudo alemão publicado na revista Jama Cardiology mostram como os efeitos da Covid-19 podem ser graves no coração .

O estudo, realizado em julho deste ano, foi feito com cem pessoas, com idade média de 49 anos, que já tinham se recuperado da doença. Entre eles, a maioria foi assintomática ou apresentou sintomas muito leves. Ainda em acompanhamento dois meses após o diagnóstico, os pacientes passaram por uma ressonância magnética que mostrou que cerca de 80% dos participantes apresentava alguma anomalia cardíaca, enquanto 60% tinham miocardite.

A miocardite é uma inflamação do músculo do cardíaco que não é considerada grave, mas que em alguns casos pode levar à insuficiência cardíaca. "As complicações cardiovasculares precisam ser vistas com atenção. O novo coronavírus pode afetar qualquer estrutura do coração, causando inflamação e trombose nos vasos e tecidos ", alerta Evandro Tinoco Mesquita, presidente do Departamento de Insuficiência Cardíaca da SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia).

Outro estudo publicado na Jama Cardiology também apresentou um dado preocupante: de 39 pacientes que morreram pela Covid-19, 60% continham o novo coronavírus no miocárdio.

Apesar das pesquisas serem consideradas pequenas pelos cientistas, está claro que é comum que jovens recuperados do novo coronavírus tenham algum problema cardíaco. Os especialistas investigam como o Sars-CoV-2 causa a miocardite, ainda sem saber se é por uma resposta imunológica do organismo ou se é um efeito do próprio vírus no coração.

"Esse dano cardíaco é provavelmente multifatorial, resultado do desequilíbrio entre a alta demanda de oxigênio e a baixa reserva cardíaca, a tempestade de citocinas, a inflamação sistêmica e a trombogênese. E também pode ser decorrente da lesão direta do vírus no coração." aponta a cardiologista Glaucia Moraes, coordenadora da SBC e do programa de Pós-Graduação da UFRJ (Universidade Federal do Rio).

Os médicos ressaltam que a cloroquina e azitromicina , além de não apresentarem resultados comprovadamente positivos, têm como efeito colateral problemas cardíacos . Já os imunosupressores utilizados no tratamento da Covid-19 até então tem uma ação preventiva aos danos no coração.

    Veja Também

      Mostrar mais