A EMA (Agência Europeia de Medicamentos) explica que iniciativa visa poupar tempo em relação ao processo normal; vacina passa por testes no Brasil
Foto: Divulgação
A EMA (Agência Europeia de Medicamentos) explica que iniciativa visa poupar tempo em relação ao processo normal; vacina passa por testes no Brasil

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) começou a avaliar os dados oferecidos em tempo real  da vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, na primeira "revisão continua" de uma vacina contra a Covid-19 na União Europeia.

Por meio de nota, o órgão regulatório explicou que a decisão foi tomada para agilizar a avaliação da possível vacina.

A comissão de medicamentos humanos iniciou a revisão contínua dos primeiros dados oferecidos, oriundos de estudos laboratoriais, embora tenha de aguardar os dados clínicos para obter conclusões sobre sua segurança e eficácia.

Essa ferramenta só é utilizada para tentar agilizar a avaliação de um medicamento ou vacina que apresentou resultados promissores em meio a uma emergência de saúde pública.

Também permite que os dados sejam analisados ​​à medida que vão sendo disponibilizados nos estudos em curso, até que a empresa decida apresentar um pedido formal de autorização de introdução no mercado na Europa com os resultados finais.

No Reino Unido, a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca estão trabalhando em uma vacina na última fase de testes clínicos envolvendo 18 mil voluntários em diferentes países.

É a segunda vez nesta pandemia que a EMA utiliza um processo de revisão em curso, algo que já fez com o medicamento conhecido como Veklury (Remdesivir), para o tratamento da doença em adultos e adolescentes com mais de 12 anos.

Fonte: EFE

    Veja Também

      Mostrar mais