O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia dito que uma vacina poderia ficar disponível até a eleição presidencial norte-americana de 3 de novembro
Foto: Reprodução/Internet
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia dito que uma vacina poderia ficar disponível até a eleição presidencial norte-americana de 3 de novembro

A farmacêutica Pfizer afirmou, nesta terça-feira (27), que ainda não é o momento de divulgar dados sobre os testes em estágio avançado de sua potencial vacina contra Covid-19, desenvolvida em parceria com a alemã BioNTech.

A Pfizer e a BioNTech lançaram seus testes de Fase 3 com 44 mil voluntários no final de julho.

De acordo com a reportagem da Reuters, o presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, havia dito que a empresa poderia divulgar os dados sobre se a vacina funciona ou não até este mês.

Mas, a companhia afirmou em uma apresentação que o comitê independente de monitoramento dos dados, que determinará se os testes foram ou não bem-sucedidos, ainda não conduziu uma análise preliminar de eficácia.

Com as eleições dos Estados Unidos, a decisão não deve agradar o presidente do país. Isso porque o presidente dos EUA, Donald Trump, havia dito que uma vacina poderia ficar disponível até a eleição presidencial norte-americana de 3 de novembro.

A Pfizer espera se tornar a primeira farmacêutica norte-americana a anunciar dados bem-sucedidos dos testes em fase avançada de uma vacina para a Covid-19, antes da rival Moderna.

    Veja Também

      Mostrar mais