Vacina Oxford
Reprodução/AstraZeneca
Pesquisadora trabalha no desenvolvimento de vacina contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2)

A vacina desenvolvida pela Universidade Oxford e AstraZeneca que, caso aprovada, poderá ajudar na imunização contra a Covid-19, apresentará os resultados definitivos até dezembro de 2020, de acordo com o chefe da pesquisa. 

De acordo com o investigador-chefe dos ensaios clínicos, Andrew Pollard, em entrevista à agência Reuters há ainda uma chance de que a vacina esteja pronta para o Natal.

A vacina de Oxford está entre as mais promissoras candidatas contra a Covid-19, atualmente na terceira fase dos testes clínicos em humanos. No Brasil, a Fiocruz coordena os testes com voluntários.

    Veja Também

      Mostrar mais