México aprovou uso emergencial da vacina da Pfizer
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
México aprovou uso emergencial da vacina da Pfizer

O México se tornou o primeiro país da América Latina a aprovar o uso emergencial da vacina da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. A decisão foi anunciada na sexta-feira (11) pelo vice-ministro da Saúde, Hugo Lopez-Gatell.

"O México é o quarto país cuja agência reguladora de saúde, Cofepris, concedeu autorização para uso em emergências para a vacina da Pfizer-Biontech contra o vírus Sars-cov-2 para a prevenção da covid-19", disse Lopez em uma entrevista coletiva.

Ele lembrou que se tornar um dos primeiros com acesso à vacina foi uma promessa do presidente do país, Andrés Manuel López Obrador.

"Vamos aproveitar a oportunidade para o México ter vacinas no mesmo ritmo que outros países, particularmente os países mais desenvolvidos, países com os mais altos recursos", afirmou.

Segundo o vice-ministro mexicano, o país acordou a compra de 34,4 milhões doses. O 1º lote para vacinar 125 mil trabalhadores da saúde chegaria na 3ª semana de dezembro.

Além do país, já aprovaram o uso emergencial Reino Unido, Bahrein, Canadá, Arábia Saudita e os Estados Unidos.

O México registrou 12.253 novos casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 693 mortes adicionais, elevando o total no país para 1.229.379 casos e 113.019 mortes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários