O ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, comentou o avanço da pandemia no Brasil nesta sexta-feira (25). Em sua conta no Twitter, o médico estimou que cerca de 230 mil pessoas tenham falecido em decorrência da Covid-19, um número 20% superior às notificações oficiais do Ministério.

Atualmente, o Brasil registra cerca de 190 mil mortes causadas pela doença. A subnotificação no País, porém, é causada principalmente pela baixa testagem. "A Covid-19 é a pior pandemia que o Brasil já viveu, ela é mais grave que a Gripe Espanhola", afirmou o ex-ministro, na rede social.

Teich, que saiu do ministério em abril, comparou a população brasileira e o número de mortos causados pelas duas pandemias. Na década de 1920, quando a gripe espanhola atingiu o País, o Brasil possuía um população de 30 milhões de pessoas. À época, 35 mil pessoas morreram pela doença.

Ao desejar um feliz Natal aos seguidores, o ex-ministro ainda reforçou a importância dos cuidados e prevenção contra a doença, e acrescentou, com otimismo, que a realidade das vacinas "parece próxima". 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários