.
Patrick T. Fallon/Divulgação
Farmacêutico enche uma seringa para preparar uma dose da vacina Pfizer-BioNTech/Imagem ilustrativa


O Southern California Hospital, nos EUA, foi fechado após permitir que seus funcionários dessem a vacina contra o coronavírus da Pfizer/BioNTech a parentes, em vez de usar as doses em grupos prioritários, como idosos ou trabalhadores da saúde na linha de frente.

"Eles ofereceram a vacina aos policiais, bombeiros e socorristas e também disseram aos funcionários que poderiam convidar quatro membros da família", disse uma mulher, que foi vacinada, em troca de anonimato.

No início desta semana, uma funcionária da Disney na Califórnia se gabou no Facebook de que conseguiu obter a vacina por causa de um parente que trabalhava no Redlands Community Hospital.

Qualquer decisão de um hospital de tratar parentes da equipe médica vai de encontro às diretrizes do Centro de Controle de Doenças (CDC), que exigem que sejam inoculados durante os estágios posteriores do lançamento da vacina.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários