Hidroxicloroquina é uma das substâncias sem eficácia comprovada contra a Covid-19
Fotoarena / Agência O Globo
Hidroxicloroquina é uma das substâncias sem eficácia comprovada contra a Covid-19

De acordo com levantamente, a venda de hidroxicloroquina mais que dobrou em 2020, passando de 963 mil unidades para 2 milhões. O remédio, que não possui eficácia comprovada contra a Covid-19, foi incentivado pelo presidente Jair Bolsonaro como "medicamento preventivo" contra a doença.

Além da cloroquina, a apuração realizada pelo portal G1 junto ao Conselho Federal de Farmácia apontou uma alta nas vendas de ivermectina (vermífugo) e nitazoxadina (antiparasitário), igualmente atribuídos sem comprovação à prevenção da Covid-19. Em muitos casos, as drogas foram prescritas por médicos brasileiros.

No caso da ivermectina, antiparasitário, o aumento nas vendas chegou a 557%, passando de cerca de 8,1 milhões de unidades para mais de 53 milões de unidades durante o ano de 2020. Já o Nitazoxanida, que também foi indicado pelo governo sem eficácia comprovada, registrou aumento de 10% durante o ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários