Chile quer proibir vacina em visitantes
Agência Brasil/Tânia Rêgo
Chile quer proibir vacina em visitantes

O governo Chile, país onde a vacinação contra Covid-19 é gratuita e voluntária, anunciou que não irá vacinar estrangeiros sem visto de residência no país. A medida busca frear o chamado "turismo da vacina", que conduz cidadãos de países vizinhos a viajarem pela promessa de imunização.

Na semana passada, uma reportagem de televisão peruana mostrou pacotes de viagens para o Chile que incluíam, entre os benefícios da programação, a promessa de vacinação por cerca de R$ 5 mil. A medida de exigir visto para vacinação, porém, pode prejudicar pessoas que vivem no país sem autorização.

"Pedimos que não se limite a vacinação de pessoas em situação irregular (..). Há outras formas, mais humanitárias, de se limitar o turismo das vacinas" Afirmou, em nota, o Colégio Médico, que regula a ativdade no país.

Até o momento, o governo chileno possui acordos de compra com ao menos seis farmacêuticas, o que soma cerca de 36 milhões de doses. A campanha de vacinação contra a Covid-19 ainda está em fase inicial no Chile.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários