De 5 de fevereiro a 5 de março, a estimativa é entregar 6,7 milhões de doses ao PNI, 65% a mais que o volume previsto inicialmente
Foto: Governo de SP
De 5 de fevereiro a 5 de março, a estimativa é entregar 6,7 milhões de doses ao PNI, 65% a mais que o volume previsto inicialmente

O Instituto Butantan vai entregar mais 900 mil doses da CoronaVac ao governo federal na próxima quarta-feira (3). O anúncio foi feito pelo governador de São Paulo, João Doria, em coletiva de imprensa desta segunda-feira (1º).

De 5 de fevereiro a 5 de março, a estimativa é entregar 6,7 milhões de doses ao PNI, 65% a mais que o volume previsto inicialmente.

O objetivo é que até 30 de abril sejam enviadas 46 milhões de doses, segundo o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde.

Até 30 de agosto, a expectativa é que o Instituto Butantan consiga entregar 54 milhões de doses, de acordo com o segundo contrato. Ou seja, ao todo, serão enviadas 100 milhões de doses que participarão do Plano Nacional de Imunização.

O Ministério da Saúde elaborou um terceiro contrato, em análise pelo Butantan, pedindo outras 30 milhões de doses da vacina. A expectativa é que a resposta seja divulgada no começo de março. 

Doria também anunciou que mais 21 milhões de doses da CoronaVac serão entregues em março. "É 17% mais do que previsto anteriormente porque estamos aumentando o tempo de trabalho. O Instituto opera 24 horas por dia, setes dias por semana, para o atendimento de todos brasileiros. Até final de abril nós já estaremos entregando 46 milhões de doses ao Ministério da Saúde e até 30 de agosto, outras 54 milhões de doses. Estava prevista a entrega até 30 de setembro. Antecipamos em 30 dias. E minha orientação ao Butantan é tentar acelerar o máximo possível", afirmou Doria.

Na próxima quinta, o estado receberá mais 8 mil litros de insumos para a produção da vacina e isso permitirá a produção de mais 14 milhões de doses da CoronaVac.

Calendário de vacinação

Pelo cronograma do governo do estado, a imunização para pessoas de 77 a 79 anos está prevista para começar na próxima quarta-feira (3). As vacinas serão aplicadas pelos municípios, de acordo com a logística de cada uma das 645 cidades paulistas.

O governo de SP afirma que cerca de 563 mil pessoas entre 80 e 84 anos e outras 430 mil pessoas que estão na faixa de 77 a 79 anos serão vacinadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários