As autoridades investigam ambas as mortes, procurando possível relação com a vacina da AstraZeneca.
Foto: Getty Images
As autoridades investigam ambas as mortes, procurando possível relação com a vacina da AstraZeneca.

A Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças (KDCA) está investigando a morte de dois pacientes idosos dias depois de receberem doses da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca. Ambos os pacientes tinham comorbidades, informou a agência Yonhap, citando órgãos de saúde.

O primeiro caso é o de um paciente de 63 anos com doença cerebrovascular que recebeu a vacina há quatro dias. Ele desenvolveu febre alta e outros sintomas que o levaram ao hospital nessa terça-feira (2) e faleceu depois de apresentar sintomas de envenenamento do sangue e pneumonia.

O segundo é de uma pessoa com aproximadamente 50 anos, com problemas cardíacos e diabetes. O paciente sofreu múltiplos ataques cardíacos um dia depois de ser vacinado.

O diretor do KDCA, Jeong Eun-kyeong, informou em um briefing que a agência sul-coreana "está conduzindo pesquisas epidemiológicas com as autoridades locais relevantes para confirmar qualquer ligação com a inoculação", mas ainda não confirmou nenhuma relação das mortes com a vacina.

Ao todo, a Coreia do Sul já registrou 207 casos de efeitos colaterais depois da vacinação, o que é 0,24% de 87.428 vacinados em solo sul-coreano. A vacinação com o imunizante da AstraZeneca começou em 26 de fevereiro na Coreia do Sul.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários