Nova variante pode ser mais difícil de detectar
jarun011/iStock
Nova variante pode ser mais difícil de detectar

Uma nova variante do coronavírus (Sars-CoV-2) foi identificada no noroeste da França, especificamente na região da Bretanha. O comunicado foi feito pelas autoridades de saúde do país, que confirmaram a presença de mutações do vírus em pacientes mortos do hospital de Lannion.

Segundo a agência de saúde, a possibilidade foi investigada após o alerta de uma bióloga do hospital, que percebeu testes que apresentavam resultados negativos em pacientes com sintomas comuns da Covid-19. A informação, então, indica que a nova variante pode ser mais difícil de detectar e rastrear em testes comuns.

De acordo com informações da agência RFI, a variante foi identificada em oito pacientes que faleceram após complicações da doença. Todos os pacientes eram idosos e possuíam comorbidades de risco.

Apesar do alerta, a variante ainda segue sob investigação. "As primeiras análises não nos permitem concluir sobre uma gravidade ou uma transmissibilidade importantes em relação ao vírus clássico", afirmou o comunicado da Direção Geral da Saúde da França. Segundo eles, a dificuldade de identificação da variante pode oferecer informações imprecisas sobre seu grau de propagação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários