Os pesquisadores afirmam que alguns pacientes que se recuperaram da Covid-19 apresentaram sequelas no sistema nervoso
Foto: Reprodução
Os pesquisadores afirmam que alguns pacientes que se recuperaram da Covid-19 apresentaram sequelas no sistema nervoso

Pessoas que tiveram Covid-19 e se recuperaram têm até 59% a mais de risco de morrer dentro de seis meses após a infecção quando comparadas a quem não teve a doença. O estudo foi publicado na revista Nature , nesta quinta-feira (22).

Os resultados concluíram que pessoas que contraíram o vírus não apenas desenvolvem problemas de saúde após a recuperação, mas também passam a ter uma chance maior de morte nos próximos meses.

Os pesquisadores afirmam que alguns pacientes que se recuperaram da Covid-19 apresentaram sequelas no sistema nervoso, no sistema respiratórios, além de distúrbios cardiovasculares, metabólicos e de saúde mental. Ainda por conta do quadro, o consumo de medicamentos analgésicos, antidepressivos, ansiolíticos e anti-hipersivos aumentou nesse grupo.

Sequelas em pacientes que se recuperaram da Covid-19

“Quando estamos olhando para a fase aguda, estamos apenas olhando para a ponta do iceberg”, disse Ziyad Al-Aly, chefe da pesquisa à Bloomberg. “Estamos começando a ver um pouco abaixo do iceberg, e é realmente alarmante”, completou.

Os cientistas usaram bancos de dados nacionais de assistência médica do Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos para examinar diagnósticos, uso de medicamentos e resultados de exames laboratoriais de 73.435 não hospitalizados e 13.654 pacientes hospitalizados até seis meses após se recuperarem de um caso agudo de Covid-19.

Você viu?

Os dados foram comparados com outras 5 milhões de pessoas que usam o sistema de saúde da Veterans Health Administration e não foram hospitalizadas e nem tiveram covid. Quem sobreviveu ao vírus se mostrou mais propenso a procurar ajuda médica nos seis meses após a recuperação da doença.

O pesquisadores acreditam que cerca de 10% dos pacientes que se recuperaram da Covid-19 podem ter sequelas a longo prazo. “Nós nos preocupamos com potenciais picos de suicídio ou potenciais picos de overdose de opióides”, finalizou ainda Al-Aly.

Via Bloomberg

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários