Marcelo Queiroga, ministro da Saúde
Divulgação/Ministério da Saúde
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

Os secretários estaduais de Saúde pedem ao ministro Marcelo Queiroga que adote medidas restritivas com urgência nas fronteiras do Brasil para evitar a entrada de novas variantes do coronavírus, principalmente a cepa indiana .

Um ofício com os pedidos de ações foi enviado ao Ministério da Saúde pelo Conass, conselho de secretários de Saúde, na última segunda-feira, 03. Os gestores querem que a quarentena de 14 dias seja obrigatória para viajantes que cheguem ao Brasil de lugares com alta prevalência de variantes de maior risco epidemiológico.

A principal preocupação é com a variante indiana do coronavírus, que está se espalhando rapidamente pelo mundo e pode ser mais perigosa. Na índia, a segunda onda da pandemia vem registrando recordes de infectados e mortos diários , com falta de leitos e insumos nas unidades de saúde para atender a todos que precisam. A nova variante já foi identificada em mais de 17 países .

De acordo com a Folha de S. Paulo, secretários de saúde afirmam que o Brasil ainda vive a segunda onda da pandemia, em um cenário de estabilização, e que a entrada de uma nova variante poderia levar o país para uma terceira onda, em situação vulnerável.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários