Achado traz novas perspectivas para o entendimento sobre as várias portas de entrada do vírus no corpo humano
Foto: Flávio Dutra/UFRGS - Arquivo
Achado traz novas perspectivas para o entendimento sobre as várias portas de entrada do vírus no corpo humano

Pesquisadores encontraram coronavírus no biofilme dental, a placa bacteriana, dos pacientes que tiveram Covid-19. Em cerca de 20% das amostras foi verificado o vírus. O estudo é realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, por profissionais da residência em Periodontia.

O biofilme é uma película formada nos dentes por bactérias, microorganismos e restos de alimentos.

Os pesquisadores coletaram o biofilme de 70 pacientes que estavam com Covid-19, e a presença do vírus foi detectada em 13 amostras. Os pacientes nos quais foi encontrado vírus no biofilme foram os mesmo que tiveram maior carga viral nas amostras de oro e nasofaringe.

Apesar da descoberta, ainda não é possível afirmar se o vírus sobrevive no biofilme e se ele pode se deslocar pelo sistema respiratório ou corrente sanguínea. 

A professora Sabrina Carvalho Gomes, da Faculdade de Odontologia, explicou que novas pesquisas estão sendo realizadas para entender melhor as implicações dessa confirmação. Ela orienta que a população deve seguir com os cuidados bucais já indicados: escovar os dentes com frequência, além de manter as escovas dentais limpas e isoladas umas das outras.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários