Língua dilatada e com marcas dos dentes nas laterais de um paciente com Covid-19
Foto: HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LA PAZ
Língua dilatada e com marcas dos dentes nas laterais de um paciente com Covid-19

Alterações na língua, nas mãos ou nos pés podem ser sinais de alerta de uma infecção pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), diz um estudo espanhol realizado por uma equipe de pesquisadores do Hospital de La Paz, em Madrid. A análise foi publicada no British Journal of Dermatology.

A pesquisa mostrou que um em cada quatro pacientes sofreu inchaço da língua e quatro em cada dez relataram uma sensação de ardor nas palmas das mãos ou nos pés.

De acordo com a reportagem do The New York Post, as alterações na língua incluem papilite lingual transitória, ou inflamação das pequenas saliências na superfície da língua, e glossite, que faz com que a língua inche e mude de cor.

O estudo observou também uma sensação de ardor e vermelhidão nas palmas das mãos ou nos pés, seguida, por vezes, pelo aparecimento de pequenas manchas em muitos pacientes.

Os pesquisadores estudaram 666 pacientes internados entre 10 e 25 de abril de 2020 no hospital de campanha da Ifema. A média de idade dos pacientes era de 56 anos e quase metade era de origem latino-americana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários