Com a flexibilização das medidas para conter a Covid-19, os estados apresentem uma tendência de alta nos casos para as próximas semanas.
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR
Com a flexibilização das medidas para conter a Covid-19, os estados apresentem uma tendência de alta nos casos para as próximas semanas.

Os resultados de uma pesquisa sobre a Covid-19 no Brasil para a próximas semanas não são animadores. Isso porque um levantamento da Universidade de Maryland, dos Estados Unidos, alerta para um "aumento sem precedentes" de casos da doença no país.

O estudo é feito em parceria do Facebook com instituições acadêmicas e usa dados relatados por usuários na rede social. Uma amostra de usuários da rede social é selecionada diariamente de forma aleatória e respondem se sentem algum sintoma da Covid-19. 

Mais de meio milhão de respostas são coletadas diariamente, sendo que no Brasil já foram coletadas mais de 5 milhões de respostas desde abril de 2020, sendo mais de 10 mil por dia. O número de respostas é afetado conforme o número de usuários no local analisado.

Os dados, que entram muito rapidamente no sistema, indicam com aproximadamente 15 dias de antecedência o que acontecerá com o número de casos notificados. 


Com a flexibilização das medidas para conter a Covid-19, os estados apresentem uma tendência de alta nos casos para as próximas semanas.

"Dessa forma, pedimos ação para frear ao máximo o contato entre as pessoas. Se esse aumento de sintomas se configurar em um aumento de casos daqui a 15 dias, teremos mais colapsos hospitalares e mais óbitos evitáveis. Contamos com todos para nos ajudarem!", publicou a Rede Análise COVID-19, perfil do Twitter que divulgou o ensaio da Universidade de Maryland.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários