Vacinação não será suspensa no Rio de Janeiro, diz secretário de saúde
Reprodução
Vacinação não será suspensa no Rio de Janeiro, diz secretário de saúde

Ao contrário o município de São Paulo, que suspendeu a aplicação da primeira dose de vacinas contra Covid-19 por falta de imunizantes , a cidade do Rio não terá interrupções no calendário de vacinação, segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. Nesta terça-feira, a capital fluminense imuniza homens com 49 anos, gestantes e puérperas.

"Não tem o menor risco de interrompermos a vacinação. Temos as vacinas do nosso planejamento até segunda-feira e, ao longo da semana, vamos receber as doses da semana que vem. Temos planejamento. Temos um calendário e vamos caminhar nele", afirmou Soranz ao GLOBO, na manhã desta terça-feira.

Após mais de 60% dos postos de vacinação da capital paulista ficarem sem doses, a prefeitura de São Paulo anunciou uma interrupção na aplicação da primeira dose e definiu que esta terça-feira será dedicada a repor os estoques.

Já nos postos do Rio, o plano de imunização segue avançando. Além de dar continuidade ao calendário de vacinação por idade, há datas de repescagem para quem não pôde se vacinar nos dias estabelecidos para a sua idade ou para grupos de outras fases do PNI.

Na quarta-feira poderão se vacinar aquelas pessoas com 49 anos ou mais, além de profissionais da educação. Já no sábado, será o dia para maiores de 48 anos ou pessoas com comorbidades que perderam o dia da vacinação.

Segundo a secretaria municipal de Saúde , “outras datas de repescagem para grupos prioritários serão divulgadas oportunamente''. As datas de repescagem valem somente para pessoas que irão tomar a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Para quem já foi imunizado mas perdeu a data para a segunda dose, a recomendação é procurar um posto de imunização para completar a imunização, de preferência no local onde recebeu a primeira dose.

Você viu?

Novo calendário

De acordo com o novo calendário, esta semana está prevista a vacinação de pessoas com 48 e 49 anos. Gestantes e puérperas, mesmo sem comorbidades, podem se vacinar contra a Covid-19 ao longo da semana. Este grupo recebe apenas imunizantes Pfizer ou CoronaVac por determinação do Ministério da Saúde.

De acordo com o calendário estaudal unificado de vacinação, as lactantes de 12 meses já podem ser imunizadas. Porém, cada prefeitura tem a autonomia de decidir se inclui este grupo entre as prioridades. Segundo a secretaria municipal de Saúde do Rio, lactantes moradores da capital precisam esperar o calendário de acordo com sua idade.


Paquetá terá vacina para adolescentes

A próxima fase do projeto "PaqueTá Vacinada", que pretende imunizar contra a Covid-19 todos os moradores da ilha , na Baía de Guanabara, está prevista para o dia 18 de julho, quando será a vez de todos os adolescentes de 12 a 17 anos receberem a primeira dose da vacina da Pfizer para protegê-los do coronavírus. A informação foi adiantada ao GLOBO pela Secretaria municipal de Saúde neste domingo, dia 20, enquanto foi cumprida a vacinação em massa em Paquetá, totalizando 96,3% de sua população, como parte de um estudo para mensurar o impacto desta campanha de imunização.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários