Vacina da Pfizer
Reprodução: Google/licenciáveis
Vacina da Pfizer

Na tarde desta segunda-feira, 13, a cidade de São Paulo começa a vacinar contra a Covid-19 as pessoas que estão com a segunda dose da AstraZeneca atrasada. Para tanto, a prefeitura vai utilizar 165 mil doses do imunizante da Pfizer, que chegaram ao município no último sábado, 11.

Terá direito a essa vacinação as pessoas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca e que deveriam ter tomado a segunda entre 1º e 15 de setembro. A aplicação das doses devem ter início a partir das 15h, após os postos de vacinação serem abastecidos com o material na manhã desta segunda.

“Nós inclusive na segunda-feira estamos fazendo um verdadeiro esquema de guerra. Vão ser batedores da GCM, da Polícia Militar, do Exército que vão nos ajudar a abrir os faróis da cidade para que os nossos carros cheguem o mais rapidamente possível nas unidades, nós temos unidades a 70km do centro da cidade. Além dos drive-thrus, mega-postos. Todos eles vão receber doses", disse o secretário de saúde da capital, Edson Aparecido.

Você viu?

Entretanto, nem todas as pessoas com a segunda dose da Astrazeneca em atraso vão conseguir se vacinar com o quantitavo disponível da Pfizer. Segundo a prefeitura, 340 mil pessoas fazem parte do grupo e seriam necessárias mais 175 mil doses do imunizante.

Intercambialidade
A permissão para uso das vacinas da Pfizer no lugar das da AstraZeneca foi dada pelo Comitê Científico do Governo do estado e pelo Programa Estadual de Imunizção, com base em estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e em orientações do Ministério da Saúde. A decisão também foi aprovada pelo Conselho dos Secretario Municipais de Saúde de São Paulo (Cosems).

- Com informações do portal G1.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários