Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
Walterson Rosa/MS
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, encomendou um relatório sobre tratamento a pacientes acometidos pela Covid-19. No documento, denominado "Diretrizes Brasileiras para Tratamento Medicamentoso Ambulatorial do Paciente com Covid-19", não há nenhuma menção a remédios que compõem o chamado "kit Covid", como a cloroquina. As informações são do jornalista Diogo Schelp, colunista do portal UOL.

Vale ressaltar que o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), é um defensor contumaz do "tratamento precoce ou preventivo" contra a Covid-19. Citou o método em diversas oportunidades, inclusive, na Assembleia Geral da ONU.

No último dia 30 de setembro, durante uma live, Bolsonaro se dedicou a mais uma vez defender um tratamento precoce contra a Covid-19 , mesmo com autoridades e profissionais de saúde dizendo que não existe tal tratamento eficaz contra a doença, que deve ser combatida com as vacinas já disponíveis e outras medidas não farmacológicas como distanciamento social e uso de máscaras.

Leia Também

"Tem um pessoal garganta aí, que fala que não tem comprovação científica. Quando o bicho recebe um positivo, ele treme, fala fino, toma qualquer negócio", afirmou o presidente, aos risos.


Queiroga e a Covid-19

Após ser diagnosticado com Covid-19, cumprir quarentena em Nova York (EUA) e voltar ao Brasil,  Queiroga, disse que sentiu medo da doença. O ministro também afirmou ter tomado remédios prescritos por médicos norte-americanos, mas não quis revelar quais . "É uma questão privativa", disse em entrevista a jornalistas em Brasília.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários