Sudeste Asiático abriga morcegos que levam vírus semelhantes ao Sars-CoV-2
Divulgação
Sudeste Asiático abriga morcegos que levam vírus semelhantes ao Sars-CoV-2

Um estudo da revista Nature Comunnications, publicado nesta terça-feira (9), apontou a presença de um "parente" do Sars-CoV-2, vírus causador da Covid-19, em dois morcegos capturados no Camboja.

Os morcegos  Rhinolophus shameli  apresentaram 92,6% de semelhança no genoma. Apesar do percentual elevado, há uma diferença na proteína S - que no caso do vírus causador da Covid-19 permite a invasão de células humanas.

A pesquisa mostrou que a área não é compatível com receptores dos seres humanos, com dados que não apontam potencial infecção.

Apesar do estudo ser recente, os materiais foram coletados ainda em 2010. A publicação de ontem sugere que mais avaliações sejam feitas para entender a possível gama de hospedeiros.

Outro fato curioso no estudo é que a espécie de morcegos onde o vírus "parente" foi encontrado não habita a China, o que indica, segundo cientistas, que vírus semelhantes estão mais espalhados do que se imaginava anteriormente, expandindo a área-chave de vigilância para todo o sudeste asiático.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários