O governo australiano registrou nesta sexta-feira o primeiro caso de transmissão comunitária da variante Ômicron do coronavírus
Mariana Alvim - Da BBC News Brasil em São Paulo
O governo australiano registrou nesta sexta-feira o primeiro caso de transmissão comunitária da variante Ômicron do coronavírus

O governo australiano registrou nesta sexta-feira o primeiro caso de transmissão comunitária da variante Ômicron do coronavírus. O paciente é um estudante que não esteve fora do país recentemente, como ocorreu com outras pessoas infectadas.

A Austrália agora tem nove casos confirmados da nova variante, oito no estado de Nova Gales do Sul (NWS, na sigla em inglês), onde vive um terço dos 25 milhões de habitantes do país.

Alguns governos locais reforçaram o controle nas fronteiras interestaduais, mas no contexto federal, as autoridades não estão planejando restrições mais rígidas. O planejamento atual, na verdade, é de reabertura da economia, com o avanço da vacinação.

"A transmissão é sempre uma preocupação, mas novamente precisamos mantê-la em perspectiva. Em todo o mundo ainda não há clareza sobre se esta variante em particular vai nos causar problemas próximos do que as variantes anteriores nos causaram" , disse o secretário de Saúde de NSW, Brad Hazzard, em entrevista.

Leia Também

Até o momento, fo adiada por duas semanas a permissão para que estudantes estrangeiros e migrantes qualificados entrem no país. Além disso, australianos que retornam da África do Sul devem completar duas semanas de quarentena em hotéis.

Oministro da Saúde Greg Hunt foi questionado por jornalistas se o governo federal deixaria de direcionar as restrições para viajantes que retornaram do sul da África, já que a nova variante já foi confirmada em mais de 20 países. Ele respondeu que "continuaremos a revisar as recomendações médicos, mas vamos manter a medida porque ela vem mantendo a Austrália segura".

Durante a pandemia, a Austrália manteve uma posição bastante restritiva, com fronteiras fechadas por um longo período, e conseguiu evitar um grande número de mortes pela doença. Até hoje, foram registrados cerca de 212 mil casos e 2 mil óbitos por Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários