Covid: liberação de vacina da Pfizer para crianças é excelente notícia e traz 'horizonte melhor para 2022', avaliam especialistas
André Biernath - @andre_biernath - Da BBC News Brasil em São Paulo
Covid: liberação de vacina da Pfizer para crianças é excelente notícia e traz 'horizonte melhor para 2022', avaliam especialistas

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebeu hoje um novo lote de Pfizer pediátrica com 74.730 doses de Pfizer pediátrica para dar continuidade à vacinação das crianças que já estão elegíveis. O primeiro lote recebido pela capital paulista na última sexta-feira (14), foi de 64.090 doses.

Podem receber a vacina crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiência permanente (física, sensorial ou intelectual), além de crianças indígenas aldeadas da mesma faixa etária. O esquema vacinal para as crianças é de duas doses, com intervalo de oito semanas entre uma e outra.

Após recebimento no Centro de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Cadi), as doses serão encaminhadas para os Postos de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Padis). A entrega nas unidades de saúde ocorre no início da tarde de hoje (18).

Nesta segunda-feira (17), quando teve início a vacinação desta população, foram aplicadas 6.663 doses de vacinas contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. O órgão esclarece que os dados de vacinação são divulgamos diariamente nos Boletins: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/doencas_e_agravos/coronavirus/index.php?p=314214.

Para a vacinação, as crianças devem estar acompanhadas por um responsável maior de 18 anos e apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF), comprovante de residência do município de São Paulo (no nome dos pais ou responsáveis), carteirinha de vacinação, comprovante de condição de risco para os comórbidos (exames, receitas, relatório ou prescrição médica físicos ou digitais, contendo o CRM do médico e com até dois anos de emissão) e comprovante da deficiência para os deficientes permanentes (laudo médico, cartão de gratuidade no transporte público, documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência). As informações estão detalhadas no Instrutivo disponível no seguinte link: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/doencas_e_agravos/coronavirus/index.php?p=323901.

O imunizante está disponível exclusivamente nas 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais AMAs/UBSs Integradas, das 8h às 19h, uma hora depois da abertura das UBSs, pois, o fabricante orienta que seja feita a diluição da vacina após atingir a temperatura ambiente. Como as vacinas são armazenadas resfriadas (de 2 a 8 graus), faz-se necessário, já no momento da abertura das UBSs (às 7h), retirar os frascos da câmara e aguardar cerca de 1 hora para atingir a temperatura adequada. Por esse motivo, as doses pediátricas ficam "prontas" para uso a partir das 8h. A vacinação para o público elegível acima de 18 anos ocorre normalmente a partir das 7h, nas UBSs/AMAs integradas, megapostos e drive-thrus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários