Gripe e resfriado: conheça as diferenças e saiba como se proteger
Redação EdiCase
Gripe e resfriado: conheça as diferenças e saiba como se proteger

Casos de infecções respiratórias aumentam com a chegada do inverno

Quando o frio chega, diversas doenças começam a se manifestar. Gripes e resfriados se espalham entre todas as faixas etárias, mas em crianças e idosos as consequências podem ser piores. Por isso, é importante se prevenir.

De acordo com Juarez Cunha, médico pediatra e presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), as principais doenças que se manifestam nesse período são as respiratórias, em especial as infecciosas, que são causadas por vírus e bactérias, como os resfriados, gripes, pneumonias e sinusites.

Barrinhas de cereais nem sempre são saudáveis

Diferença entre gripe e resfriado

Por mais que os sintomas sejam muito parecidos, a gripe e o resfriado são diferentes . Em primeiro lugar, os agentes causadores de ambos são distintos. De acordo com Maria Lavinea Novis de Figueiredo, médica infectologista, a gripe é causada pelos vírus Influenza A e B. Já o resfriado é causado por mais de 100 tipos de vírus, e os principais pertencem à família rinovírus.

Além do agente causador, existem outras diferenças entre gripe e resfriado. “No resfriado comum, os sintomas são relativamente leves, como dor de garganta discreta, espirros, nariz obstruído, febre baixa e um pequeno mal-estar”, descreve a Dra. Silvana Fahel, pediatra, hematologista e hemoterapeuta. O resfriado costuma persistir por 3 a 4 dias e melhora espontaneamente. Nesse caso, a pessoa costuma conseguir cumprir suas atividades normais, apesar do incômodo.

“Na gripe é diferente, existe uma febre alta, mantida, comprometimento do estado geral, dores no corpo, mal-estar e dor de cabeça”, diferencia a pediatra. A execução de atividades físicas e intelectuais fica comprometida e o ciclo da doença é mais longo. A gripe pode ser muito mais grave do que o resfriado.

Entenda por que noites mal dormidas podem prejudicar o funcionamento do corpo

Formas de transmissão de gripes e resfriados

É possível prevenir tanto a gripe quanto o resfriado. Nos dois casos a transmissão é feita de pessoa para pessoa por meio de gotículas de saliva, espirros, tosse, compartilhamento de objetos contaminados, superfícies contaminadas e até por um aperto de mão, enumera Maria Lavinea Novis de Figueiredo.

Como se proteger dessas doenças

Um dos grandes facilitadores da transmissão é a aglomeração de pessoas em ambientes fechados, acrescenta a pediatra Silvana Fahel. “Pode-se tentar, como medidas de prevenção , evitar contato com pessoas acometidas, assim como ambientes fechados e sem ventilação, ter sempre uma boa alimentação, lavar as mãos e se vacinar todos os anos contra gripe, já que o vírus sofre muitas mutações”, aconselha.

10 dicas para diminuir a queda de cabelo

Importância da vacinação

A vacina contra gripe é indicada, principalmente, para crianças a partir dos 6 meses até os 2 anos de idade e para idosos a partir de 60 anos, pois essas faixas etárias representam a população mais vulnerável e que pode apresentar complicações mais graves. Para o resfriado não existe vacina porque existem muitos tipos de vírus, o que dificulta a elaboração de imunização.

Confira mais conteúdos na revista ‘Cuidando da saúde’

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários