8 mitos e verdades sobre a ansiedade
Andreza Melo
8 mitos e verdades sobre a ansiedade

Psicóloga esclarece as principais dúvidas sobre esse tipo de transtorno mental

O transtorno de ansiedade é uma doença mental que acomete muitas pessoas. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019, 18,6 milhões de brasileiros conviviam com esse problema.

Resumidamente, a ansiedade é caracterizada pelo sentimento de preocupação exagerado e contínuo. A seguir, a psicóloga Priscila Teixeira esclarece alguns mitos e verdades sobre a doença. Confira!

1. Ansiedade tem cura?

Mito. Os transtornos de ansiedade não têm cura. Eles possuem um prognóstico diferente, ou seja, evolui de maneira diferente em cada paciente. Há pacientes que fazem o tratamento adequado e não voltam a ter nenhum episódio ao longo da vida.

> Entenda como a meditação pode te ajudar a alcançar seus objetivos

2. Animais de estimação podem ajudar pessoas ansiosas?

Verdade. Existem muitos estudos que mostram o benefício de um animal de estimação para pacientes com transtorno de ansiedade e depressão. Segundo dados de um estudo elaborado pela Human Animal Bond Research Institute (HABRI), com 2 mil pessoas com pets, 74% relataram uma melhora na saúde mental em decorrência da relação com seu animal de estimação e 75% relataram melhora da saúde mental de um amigo ou familiar devido a presença de um pet.

3. Tomar remédios é o único jeito de controlar a ansiedade?

Mito. O uso da medicação é uma das formas de tratamento. Lembrando que é necessário o acompanhamento com o médico psiquiatra. É importante também que o paciente realize psicoterapia com um profissional respeitável e autorizado pelo Conselho Regional de Psicologia. Existem outras formas de tratamento que não substituem o acompanhamento com o médico e o psicólogo, mas, podem contribuir, como os tratamentos naturais, exercícios físicos, prática de hobbies e atividades de lazer.

> 4 benefícios da massagem para a terceira idade

4. A ansiedade atinge somente adultos?

Mito. Ela não atinge só adultos. A ansiedade pode atingir crianças, adolescentes e idosos, ou seja, pode aparecer em todas as idades.

5. Exercícios respiratórios podem ajudar nas crises de ansiedade?

Verdade. Em uma crise de ansiedade, temos como um dos sintomas a falta de ar e os batimentos cardíacos acelerados. Nossa respiração fica mais curta e rasa e, por isso, falta oxigênio no corpo. Exercícios de respiração ajudam a estender o tempo da expiração e equalizar a respiração. Por fim, conseguimos obter uma coerência cardíaca e chegar em um estado de bem-estar. É interessante realizar a prática todos os dias.

6. Existem medicamentos para o tratamento da ansiedade?

Verdade. Existem e são chamados de psicofármacos ou psicotrópicos, que são grupos de substâncias químicas que trabalham no sistema nervoso central. Existem dezenas na indústria farmacêutica em nosso país e o seu uso vai depender da orientação profissional médica, por isso, a necessidade do acompanhamento com o psiquiatra.

7. Algumas bebidas intensificam os sintomas dessa doença?

Verdade. O álcool deve ser evitado para ajudar no controle da ansiedade, assim como alguns alimentos , como farinha branca, açúcar, bebidas açucaradas (energéticos e refrigerantes) e cafeína. Esses alimentos interferem nos níveis de diversos neurotransmissores e acabam funcionando como estimulantes.

8. Lugares ou objetos podem gerar crises de ansiedade?

Verdade. Um indivíduo com transtorno de ansiedade pode ficar mais sensível diante de uma situação do cotidiano. Alguns lugares, objetos e até mesmo cheiros podem agir como gatilhos para o surgimento de sintomas, ou seja, eles estão relacionados a uma vivência anterior que aquela pessoa teve e, com esse novo contato, despertam esses sentimentos e emoções.

Confira mais conteúdos na revista ‘Cuidando da saúde’

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários