Tamanho do texto

Quadro que pode durar até alguns minutos faz com que a pessoa não consiga se mexer ao acordar e também pode haver alucinações, causando pânico

Incapacidade de se mover causada pela paralisia do sono pode durar de segundos até minutos,  aterrorizando paciente
Pexels
Incapacidade de se mover causada pela paralisia do sono pode durar de segundos até minutos, aterrorizando paciente

A modelo Kendall Jenner revelou em um preview do programa Keeping Up With The Kardashians, divulgado nesta semana, que está tendo problemas ao dormir. “Eu acordo no meio da noite e não consigo me mexer”, afirmou a jovem. A característica pode estar relacionada a um distúrbio muito comum: a paralisia do sono.

LEIA MAIS:  Fotógrafo com paralisia do sono transforma pesadelos em imagens

A incapacidade de se mover pode ocorrer durante segundos ou se prolongar até por alguns minutos, algo assustador para o paciente. Entretanto, a  paralisia do sono  pode ser mais simples do que parece, afirma a presidente da Associação Brasileira de Medicina do Sono, Dalva Poyares.

A neurologista explica que cerca de 4% da população têm o problema ainda em um estágio que não chega a ser considerado um distúrbio, com casos esporádicos de paralisia.  

“O quadro ocorre em um estágio específico do sono chamado fase REM (Rapid Eye Movement – movimento ocular rápido), que constitui, mais ou menos, um quarto do nosso sono”, afirma a especialista. É neste momento que as pessoas têm os sonhos mais complexos, com histórias e imagens. Nesta hora também ocorre a chamada atonia muscular, um relaxamento natural do corpo que faz com que a gente não consiga se mover.

Mas não precisa se assustar, já que é até saudável que a gente não consiga fazer alguns movimentos quando se está sonhando. Os órgãos continuam funcionando normalmente, a pessoa ainda respira, mas não consegue dar um chute, por exemplo. Imagina se isso pudesse ser feito e a pessoa está sonhando que está em uma luta. Ela poderia até mesmo cair da cama caso fizesse algum movimento brusco.

LEIA MAIS:  Como um tablet ajudou paciente "preso a próprio corpo" a enfrentar doença

“Agora, imagina se o seu cérebro acorda do sono REM e ainda não deu tempo do corpo acordar. Você ainda está um pouco paralisado, que é normal, porém o seu cérebro acordou um pouquinho antes. Então você acorda e tem a sensação que não consegue se mexer.”

É possível também que a pessoa continue visualizando “fragmentos do sonho" mesmo já estando acordada. Isso faz com que ela tenha alucinações, imaginando sombras, pessoas ou luzes, causando um pavor maior ainda. “Geralmente, elas são apenas visuais e, dificilmente, têm ruídos.”

Tratamento

Caso a paralisia do sono ocorra frequentemente, pode sim ser considerada um distúrbio do sono, mas a neurologista afirma que são raros os casos que precisam ser tratados com medicamento.

O problema pode ser ocasionado por outros distúrbios como a narcolepsia ou por doenças neurológicas. Deste modo, tratando esses quadros é possível acabar com a paralisia.

LEIA MAIS:  Câncer de próstata não costuma apresentar sintomas na fase inicial

Quando a pessoa não há outros problemas, não tem muito o que se fazer para evitar que aconteça. Mas mantendo a calma e se concentrando nas pequenas musculaturas que são possíveis de se movimentar, como dos olhos e das pontas dos dedos, dá para sair mais rápido deste estado. “Não se apavore”, aconselha Dalva.

Quadros de paralisia que estão ocorrendo com Kendall Jenner estão fazendo com que a modelo tenha medo até de viajar
E!/ Reprodução
Quadros de paralisia que estão ocorrendo com Kendall Jenner estão fazendo com que a modelo tenha medo até de viajar


Kendall Jenner

A família Jenner ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas nos vídeos que antecedem o programa que vai ser exibido neste domingo (6) pelo canal pago E! é possível ouvir a mãe de Kendall, Kris Jenner, falando que pode se tratar de um quadro de ansiedade.

Após as duas conversarem sobre a agenda de compromissos da modelo, Kendall afirma que não vai conseguir fazer suas viagens por conta da paralisia do sono. "Estou com medo de dormir porque isso continua acontecendo comigo", diz a jovem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.