Tamanho do texto

Pasta também anunciou que professores das redes pública e privada do país serão incluídos como público-alvo da campanha de vacinação contra gripe

Ampliação da oferta de vacinas pode aumentar a imunidade de adolescentes e diminuir a circulação de doenças
Shutterstock
Ampliação da oferta de vacinas pode aumentar a imunidade de adolescentes e diminuir a circulação de doenças

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (3) ampliação do público-alvo de seis vacinas ofertadas no Calendário Nacional de Vacinação: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, Meningocócica C e  hepatite A.

Leia também: Surto de febre amarela faz governo alterar regras para doação de sangue

Segundo a pasta, o objetivo é aumentar a proteção de crianças e garantir elevada cobertura vacinal. Além disso, a ampliação da oferta de vacinas pode aumentar a imunidade de adolescentes e diminuir a circulação de doenças na população. Confira como vai ser a aplicação este ano:

Tríplice viral em adultos

Sarampo, caxumba e rubéola

Como era: Adultos recebiam a 2º dose até os 19 anos ou uma dose dos 20 aos 49 anos.

Como vai ficar: Segunda dose até os 29 anos ou uma dose dos 30 aos 49 anos.

Tetra viral

Contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela

Como era: Ofertada para crianças de até dois anos.

Como vai ficar: Uma dose aos 15 meses ou até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

dTpa em gestantes

Contra a coqueluche em bebês

Como era: Uma dose a cada gestação entre a 27ª e a 36ª semana.

Como vai ficar: Passa a ser recomendada para as gestantes a partir da 20ª semana de gestação – mais indicado – ou até 45 dias após o parto.

HPV

Como era: Apenas para meninas de nove a 13 anos e mulheres que vivem com HIV e aids entre nove e 26 anos.

Como vai ficar: Em 2017, também passou a ser ofertada para meninos de 12 a 13 anos , homens vivendo com HIV e aids entre 9 e 26 anos de idade e para imunodeprimidos. Além deste grupo, meninas com até 14 anos também serão beneficiadas.

Meningocócica C

Como era: Para crianças com idade máxima do reforço até 2 anos e adolescentes.

Como vai ficar: Reforço foi ampliado para até 4 anos para crianças e para 12 a 13 anos para adolescentes.

Hepatite A

Como era: Ofertada para crianças de até dois anos.

Como vai ficar: Uma dose aos 15 meses ou até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Vacina da gripe

O Ministério da Saúde também anunciou que professores das redes pública e privada de todo o país serão incluídos como público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe.

Além deles, também devem ser imunizados crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, idosos, gestantes, mulheres até 40 dias após o parto, trabalhadores da saúde e pessoas com algum tipo de comorbidade.

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, as vacinas contra a gripe estarão disponíveis a partir do dia 17 abril . Alguns estados, como os da Região Sul, entretanto, vão receber as doses mais cedo por conta das baixas temperaturas registradas no período.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.