Tamanho do texto

Médicos explicaram que a manipulação da espinha cervical através de massagens pode ser um gatilho para o desenvolvimento deste problema

O indiano de 45 anos revelou que recebia pelo menos duas massagens durante a semana em um
shutterstock
O indiano de 45 anos revelou que recebia pelo menos duas massagens durante a semana em um "ritual de relaxamento"


Um indiano, cujo nome não foi divulgado, sofreu um  AVC depois de receber uma massagem no pescoço. Segundo divulgado na revista científica BMJ Case Reports , os médicos acreditam que a quantidade excessiva de massagens recebidas pelo homem foi uma das causas do problema.

Leia também: Mulher descobre que tem dente no nariz após sofrer com sangramentos por décadas

Aos 45 anos, o morador da cidade de Ludhiana, em Punjab, foi levado ao "Daynand Medical College & Hospital" com um quadro de afasia – um distúrbio de linguagem – e fraqueza nas pernas. Sem voz e com dificuldades para tomar decisões, os médicos perceberam que os sintomas do homem eram muito semelhantes aos de um AVC .

De acordo com o Daily Mail, exames revelaram que o paciente, que recebia cerca de quatro massagens por semana, sofreu um infarto da artéria cerebral anterior. As causas mais comuns para esta condição são aneurismas rompidos, que suspendem o fluxo sanguíneo para o cérebro, ou a formação de coágulos.

Entretanto, a manipulação da espinha cervical através de massagens no pescoço pode ser um gatilho mecânico para o problema. Um rasgo nas camadas de uma artéria pode formar uma ruptura íntima, que por sua vez, permite a penetração de sangue entre as camadas da artéria. O resultado é o estreitamento arterial, que interrompe a circulação de sangue e afeta o cérebro.

Agora, acredita-se que o paciente está se recuperando do susto.

Derrame causado por salão de beleza

Esta não foi a primeira vez que motivos surpreendentes levaram pessoas a ter um derrame. Um britânico sofreu um acidente vascular cerebral  após decidir lavar seu cabelo em um salão de cabelereiro no Reino Unido. Por conta do problema quase fatal, o cliente recebeu uma indenização de mais de US$ 100 mil em dezembro de 2016.

Leia também: Alzheimer é transmitido pelo sangue? Entenda a polêmica levantada por estudo

Ao ter a cabeça inclinada para trás, uma artéria do pescoço de Dave Tyler foi, provavelmente, lesionada e, como resultado, formou-se um coágulo que causou o AVC. Apesar de incomum, esta situação já tem até mesmo um nome: Síndrome do Salão de Beleza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.