Tamanho do texto

Médicos achavam que criança não iria resistir e chegaram a aconselhar que mãe fizesse um aborto; criança precisou passar por três procedimentos

Pais dizem que a filha é uma
Reprodução/Twitter
Pais dizem que a filha é uma "verdadeira guerreira" e está surpreendendo os médicos

A pequena Vanellope Hope Wilkins, de apenas três semanas, está surpreendendo a comunidade médica do Reino Unido com sua bravura e resistência. Mesmo depois de passar por três cirurgias para corrigir o fato de ter nascido com o coração fora do peito, ela está se recuperando muito bem.

Leia também: Indiana nasce com o coração para fora do peito

A menina nasceu com uma condição rara, conhecida como ectopia cordis, que faz com que ela não tenha o esterno, um osso que compõe a caixa torácica, onde fica o coração e o pulmão. A doença é tão incomum que há apenas alguns poucos casos registrados a cada 1 milhão de nascimentos – sendo a maior parte deles natimortos.

"Eu me preparava para o pior, essa era a minha maneira de lidar com isso. Eu trouxe uma roupa para o hospital que ela poderia usar se ela morresse", disse Naomi Findlay, mãe de Vanellope, em um comunicado na terça-feira. "Realmente não pensei que meu bebê sobreviveria, mas a equipe de Glenfield foi incrível".

"Eu lido com bebês com problemas cardíacos o tempo todo, alguns deles muito complicados", disse o médico Frances Bu'Lock, consultor em cardiologia pediátrica do Hospital Glenfield.

"Este é apenas o segundo caso em 30 anos que vi esta condição particular, é extremamente raro", disse ela. "Vanellope é o primeiro bebê a sobreviver a esta operação no Reino Unido".

Diagnóstico

Quando a gravidez completou nove semanas, os pais do bebê foram informados que, por meio de uma análise de ultrassonografia foi capaz de detectar que o coração do bebê e parte do estômago começaram a crescer fora de seu corpo.

Leia também: 'Pequeno herói': reação de bebê após cirurgia cardíaca arriscada encanta a web

No entanto, apesar de terem sido aconselhados a interromper a gestação o casal decidiu prosseguir com a gravidez, já que um teste mostrou que não havia nenhuma anormalidade nos cromossomos da criança.

Bu'Lock fez outro exame quando Naomi já estava de 16 semanas e descobriu que, enquanto o intestino de Vanellope voltou para a posição correta, seu coração ainda estava fora do lugar. Isso fez com que os médicos já se preparassem para um parto delicado.

Nascimento

A criança deveria ter nascido no Natal, mas o nascimento precisou ser antecipado. No dia 22 de novembro, com uma cesariana para diminuir as chances de infecção e outros problemas ao coração do bebê, Naomi deu à luz com a ajuda de cerca de 50 profissionais, incluindo obstetras, cirurgiões cardíacos, anestesistas, enfermeiros neonatais, etc.

Vanellope passou pela sua primeira cirurgia para colocar o coração de volta em seu peito 50 minutos após o parto. No último procedimento, a própria pele da bebê foi utilizada para cobrir a abertura que havia no tórax.

A criança ainda respira com a ajuda de aparelhos, e os próximos passos incluem que ela não dependa mais das ferramentas e que não tenha nenhuma infecção por conta das cirurgias.

Leia também: Bebê que nasceu com coração para fora do corpo surpreende médicos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.