Tamanho do texto

Objetivo é imunizar 18,4 milhões de pessoas entre 2 e 59 anos; Veja quais municípios fazem parte da campanha e devem administrar doses fracionadas

Vacina contra febre amarela será disponibilizada em doses fracionadas em 69 municípios de São Paulo e Rio de Janeiro
Alex de Jesus – 12.1.2018
Vacina contra febre amarela será disponibilizada em doses fracionadas em 69 municípios de São Paulo e Rio de Janeiro

campanha de vacinação contra febre amarela com a adoção das doses fracionadas começa nesta quinta-feira (25) em São Paulo e Rio de Janeiro. Ao todo serão 69 municípios pré-selecionados que irão receber o reforço das vacinas. O público-alvo da ação são as pessoas entre 2 e 59 anos, sem condições especiais de saúde.

Em São Paulo, onde 54 municípios participam da campanha, a previsão é vacinar 8,3 milhões de pessoas contra a febre amarela , sendo 6,3 milhões com a dose fracionada e 2 milhões com a padrão.

Já no Rio de Janeiro , 7,7 milhões de pessoas deverão receber a dose fracionada e 2,4 milhões a padrão, em 15 municípios.

O objetivo da campanha , segundo o ministério, é evitar a expansão do vírus para áreas próximas de onde já ocorre sua circulação. No total, 21,7 milhões de pessoas destes municípios - incluindo regiões da Bahia, estado que também deverá adotar a medida no próximo mês - deverão ser vacinadas durante a campanha, sendo 16,5 milhões com a dose fracionada e outras 5,2 milhões com a dose padrão.

“A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) quando há aumento de epizootias e casos de febre amarela silvestre de forma intensa, com risco de expansão da doença em cidades com elevado índice populacional”, informou o Ministério da Saúde.

Cada frasco da vacina contra febre amarela contém cinco doses integrais, com 0,5 mililitro (ml) cada. Na dose fracionada, é aplicado 0,1 mililitro em cada pessoa, com capacidade de imunização de 8 anos.

Recomendações

Mesmo com o início do fracionamento da vacina, devem tomar a dose integral crianças de 9 meses a 2 anos, pessoas com condições clínicas especiais, gestantes e viajantes internacionais que precisem do comprovante. A dose plena só precisa ser tomada uma vez na vida, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A imunização contra a febre amarela não é recomendada para pessoas com doenças que comprometem o sistema imunológico, como aids, em tratamento quimioterápico, com doença hematológica ou que foi submetida a transplante de células-tronco, além de gestantes e idosos.

Leia também: Vacina é segura? Repelente ajuda? Tire todas as dúvidas sobre a febre amarela

Veja quais municípios receberão as doses fracionadas

São Paulo

  1. Aparecida
  2. Arapeí
  3. Areias
  4. Bananal
  5. Bertioga
  6. Caçapava
  7. Cachoeira Paulista
  8. Canas
  9. Caraguatatuba
  10. Cruzeiro
  11. Cubatão
  12. Cunha
  13. Diadema
  14. Guaratinguetá
  15. Guarujá
  16. Igaratá
  17. Ilhabela
  18. Itanhaém
  19. Jacareí
  20. Jambeiro
  21. Lagoinha
  22. Lavrinhas
  23. Lorena
  24. Mauá
  25. Mongaguá
  26. Monteiro Lobato
  27. Natividade da Serra
  28. Paraibuna
  29. Peruíbe
  30. Pindamonhangaba
  31. Piquete
  32. Potim
  33. Praia Grande
  34. Queluz
  35. Redenção da Serra
  36. Ribeirão Pires
  37. Rio Grande da Serra
  38. Roseira
  39. Santa Branca
  40. Santo André
  41. Santos
  42. São Bento do Sapucaí
  43. São Bernardo do Campo
  44. São Caetano
  45. São José do Barreiro
  46. São José dos Campos
  47. São Juís do Paraitinga
  48. São Paulo
  49. São Sebastião
  50. São Vicente
  51. Silveiras
  52. Taubaté
  53. Tremembé
  54. Ubatuba

Rio de Janeiro

  1. Belford Roxo
  2. Duque de Caxias
  3. Itaboraí
  4. Itaguaí
  5. Japeri
  6. Magé
  7. Mesquita
  8. Nilópolis
  9. Niterói
  10. Nova Iguaçu
  11. Queimados
  12. Rio de Janeiro
  13. São Gonçalo
  14. São João de Meriti
  15. Seropédica

Casos no Brasil

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde referente ao período entre julho de 2017 a 23 de janeiro de 2018, foram confirmadas 53 mortes por febre amarela no país. O número de casos já soma 130, com outros 162 casos suspeitos que estão sob investigação.

São Paulo segue como o estado com maior número de registros, com 61 casos confirmados, seguido por Minas Gerais, com 50, Rio de Janeiro, 18 e Distrito Federal, 1. Entre os óbitos, Minas já confirmou 24 mortes, São Paulo, 21 e Rio de Janeiro, 7.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.