Tamanho do texto

Prefeitura informa que doses já foram repostas, porém, duas vacinas ainda estão em falta; vândalos tentaram levar uma televisão que ficou quebrada

Mais de 700 vacinas foram descartadas por ficarem sem refrigeração na UBS, informou a Prefeitura Municipal de Jundiaí
shutterstock
Mais de 700 vacinas foram descartadas por ficarem sem refrigeração na UBS, informou a Prefeitura Municipal de Jundiaí

A Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Rio Branco, em Jundiaí, no interior de São Paulo, foi alvo de vandalismo e tentativa de assalto na madrugada de segunda-feira (16). Quando chegaram ao local, os funcionários encontraram salas reviradas, uma televisão quebrada e o quadro de energia desligado.

Leia também: Fake news: não existe vírus da gripe H2N3 circulando no Brasil, diz ministério

De acordo com as informações da polícia, a UBS foi invadida pelo teto e quando os vândalos chegaram até um dos cômodos, o alarme de emergência chegou a disparar, mas logo a energia elétrica da unidade foi cortada.

Ao desativar a energia, os refrigeradores que armazenavam vacinas em temperaturas baixas para sua manutenção deixaram de funcionar, o que ocasionou estrago em mais de 732 doses de imunizantes. Entre as perdas, estavam vacinas de hepatite, HPV, meningite, BCG, tétano, febre amarela. Todas foram descartadas.

Apesar de estar equipada com computadores e outros equipamentos, a ideia dos invasores era levar um aparelho de televisão que ficava na recepção da UBS. No entanto, ao tentarem fugir, o objeto foi deixado para trás. Possívelmente, a televisão pode ter escorregado, já que foi encontrada com a tela quebrada próximo ao local por onde os criminosos escaparam.

Leia também: Mais de 300 pessoas morreram por febre amarela, diz Ministério da Saúde

Prejuízo

De acordo com a Prefeitura Municipal de Jundiaí, apesar de estar sem vacinas, o atendimento não foi interrompido na segunda-feira. Apenas a administração das doses ficou indisponível.

A pasta informou também que a Secretaria de Saúde solicitou a reposição dos imunizantes perdidos, que já foram encaminhados para a UBS.  

No entanto, dois tipos de vacina, destinadas às crianças, ainda estão em falta por não se encontrarem em estoque na cidade. Uma delas é a de Poliomielite, que protege contra a doença de mesmo nome. O envio está está sendo aguardado e será feito por parte da Secretaria da Saúde do Estado.

A outra é a Pentavalente, que proporciona imunidade contra Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite e outras infecções causadas pelo vírus Haemophilus influenzae tipo b e a Hepatite B. Essa, segundo a pasta, está em falta em todo o território nacional.

Apesar de não ter tido nenhuma perda levada pelos vândalos, os prejuízos também incluem o teto que ficou com as telhas quebradas e o forro danificado, além do aparelho de televisão trincado.

A Secretaria de Saúde de Jundiaí registrou boletim de ocorrência na delegacia e a Polícia Civil está investigando o caso.

Leia também: Postos de saúde do Rio de Janeiro estão sem vacina contra tétano

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.