Tamanho do texto

Cameron Jean-Pierre foi diagnosticado com uma severa alergia a frutos do mar e teve uma crise asmática na casa da avó, que preparava um bacalhau

Cameron Jean-Pierre, de apenas 11 anos, teve uma severa crise de asma após sentir cheiro de peixe
Divulgação
Cameron Jean-Pierre, de apenas 11 anos, teve uma severa crise de asma após sentir cheiro de peixe

Cameron Jean-Pierre, de apenas 11 anos, morreu na véspera do Réveillon na cidade de Nova York após sofrer uma grave crise asmática. De acordo com a família do garoto, o motivo dele ter passado mal foi um bastante inusitado: o cheiro de peixe.

Leia também: Fake news! Jornalista que morreu de H1N1 não era militante antivacinas

Segundo a mãe do garoto, Jody Pottingr, Cameron  foi diagnosticado com uma severa alergia a frutos do mar quando estava no jardim de infância. No dia 31, ele foi junto com o pai desejar um feliz ano-novo para a avó, mas começou a passar mal ao sentir o cheiro de peixe .

"Eles acharam que eles já tinham saído quando começaram a cozinhar, mas eles esqueceram alguma coisa e voltaram para dentro", contou Pottingr. A avó do garoto estava preparando uma espécie de bacalhau caribenho para a ceia. "Quando ele inalou o peixe, eu acredito que isso foi o gatilho para uma crise de asma . Ele não conseguia respirar", explica.

Os paramédicos chegaram a residência, que fica no bairro do Brooklyn, por volta das 19h30 no horário local. O garoto já não estava respirando, mas foi socorrido para o Brookdale Hospital Medical Center, onde foi declarado morto.

O pai de Cameron, Steven Jean-Pierre, disse que utilizou o nebulizador para ajudar o filho a respirar, mas não obteve resultados. "Sempre usamos o aparelho quando algo semelhante acontece, então é uma situação normal", disse. "Mas, dessa vez, ele disse que não estava conseguindo respirar", relembra o pai.

"As últimas palavras do meu filho para mim foram: 'Pai, eu te amo. Eu sinto que estou morrendo'", conta Jean-Pierre. De acordo com o pai, o filho era um estudante exemplar e adorava praticar esportes, apesar da asma. "Ele amava jogar futebol americano", afirmou.

Leia também: Bafômetro que promete detectar o câncer começa a ser testado na Inglaterra

De acordo com uma pesquisa feita pelo instutito americano Food Allergy Research and Education, mais de seis milhões de crianças tem alergia a algum tipo de comida nos Estados Unidos. O peixe é uma das oito alergias mais comuns.

Segundo a faculdade especializada em alergias American College of Asthma and Immunology, o consumo direto é obviamente o meio mais fácil de engatilhar reações alérgicas, no entanto, eles recomendam que pessoas alérgicas não fiquem perto de frutos do mar quando estão sendo preparados, pois o cheiro de peixe pode soltar proteínas no ar que podem causar crises.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas