Tamanho do texto

Com o alto custo dos planos de saúde, cartões ficam mais benéficos para os usuários, com boas opções de clínicas e médicos espalhados por todo o País

Como alternativa a redução dos elevados custos de saúde e, apesar do sucesso obtido nos últimos dois anos, com 8 milhões de usuários no Brasil, o cartão de saúde exige diversos cuidados na hora da sua contratação.

Leia também: Planos de saúde perdem força e cartão de saúde fica mais vantajoso

iG tira todas as suas dúvidas sobre o cartão de saúde
Reprodução
iG tira todas as suas dúvidas sobre o cartão de saúde

Com foco nisso, o iG ouviu especialistas sobre cartão de saúde e pediu para que eles elaborassem uma lista com os principais pontos e cuidados que o consumidor deve ter na hora da contratação de um cartão de descontos:

Leia também: Planos de saúde individuais e familiares podem ter reajuste com base no IPCA

  1. Não Deve Ter Carência: É fundamental para quem esta contratando os serviços de um cartão de saúde, verificar que o mesmo ao tenha qualquer tipo de carência, afinal, quem contrata é porque precisa, e logo os benefícios do cartão são maiores se ele pode ser utilizado o mais rapidamente. Por isso se o cartão estabelece qualquer carência fuja dele, pois os melhores cartões estão disponíveis para serem utilizados em até 48 horas, ou seja, apenas o tempo ope racional de registrar seus dados;

  2. Cobertura Nacional: Os melhores cartões não criam restrições quanto a área de cobertura , é evidente que em um pais com as dimensões territoriais do Brasil, sempre haverão algumas áreas, por serem mais remotas, que não serão atendidas. Cobertura nacional permite que você busque os profissionais de saúde nos maiores centros e não fique restrito apenas a sua cidade.

  3. Ampla Cobertura de Serviços: É importante que não haja restrição quanto aos serviços médicos, ou a especialidades médicas oferecidas. Os melhores cartões chegam a ter 9.000 serviços disponíveis dentro da sua área de cobertura, afinal quanto maior é o cartão maior é sua rede de profissionais parceiros;

  4. Convênio Com os Maiores e Melhores Laboratórios: Invariavelmente depois de uma consulta médica o profissional de saúde pode exigir alguns exames, por isso cartões que tenham convênio também com laboratórios são fundamentais, e quanto maior o número de laboratórios melhor será para o usuário do cartão. Alguns cartões chegam a ter em sua base cerca de 2.000 exames com descontos;

  5. O Maior Número de Especialidades Médicas : Hoje com a evolução da medicina as especialidades médicas chegam a quase 500, logo um cartão com ampla cobertura vai poder oferecer descontos com o maior número de prestadores de serviços.

  6. Sem Limite de Idade: Um dos maiores problemas dos convênios médicos, é o elevado custo da contratação dos mesmos pelas pessoas na melhor idade, por isso os cartões de saúde, são um ótimo concorrente, pois não criam nenhum limite de idade para o convênio, pois tratam exclusivamente de desconto no uso dos serviços.

  7. Cartões saúde não se submetem a regulamentação da ANS
    Reprodução
    Cartões saúde não se submetem a regulamentação da ANS

    Cobertura também para Dentistas e outros Profissionais de Saúde: Ao contratar um bom cartão de descontos com as despesas de saúde é fundamental que essa cartão lhe ofereça também uma ampla rede de profissionais de saúde, como dentistas, psicólogos, fisioterapeutas entre outros profissionais de saúde.

  8. Desconto em Medicamentos: Não são todos os cartões que oferecem descontos na aquisição de medicamentos e possuem parcerias com as maiores redes de farmácias do Brasil, o que é fundamental considerando o alto custo dos medicamentos no orçamento das famílias brasileiras.

Leia também: Clique aqui e conheça o E+Saúde

Lembramos que o cartão de saúde não é convênio e nem plano e, por esse motivo, não se submete a regulamentação da ANS (Agência Nacional de Saúde), portanto, é de suma importância que se leve em conta, na hora da contratação, os pontos acima mencionados.