Tamanho do texto

Cidade na Mongólia entrou em quarentena após a notícia da morte de um homem de 38 anos e uma mulher grávida de 37; eles deixam quatro filhos

 peste bubônica
Reprodução
As mortes por peste bubônica fizeram a cidade entrar em quarentena

A morte de um casal por peste bubônica fez a cidade de Ulgii, na Mongólia, entrar em quarentena. O nome das vítimas não foi revelado, mas o homem tinha 38 anos e a mulher, de 37 anos, estava grávida. Eles também deixam quatro filhos, entre as idades de 13 e dois anos.

Leia também: Hábito comum dos brasileiros, automedicação pode ter consequências graves

O motivo da contaminação da dupla, no entanto, é o mais curioso. De acordo com o Ministério da Saúde mongol, o casal pegou peste bubônica ao consumir a carne e os órgãos de uma marmota crua. De acordo com antiga tradição local, caçar uma marmota e consumir o animal seria beneficial à saúde.

De acordo com o Centro Nacional de Dermatologia e Medicina Zoonótica, o consumo de marmotas é proibido na Mongólia. "Apesar da lei, o cidadão caçou a marmota, a consumiu e depois forneceu para a mulher", explicou o chefe do departamento, Dr. N.Tsogbadrakh ao jornal russo Siberian Times

Ainda segundo a publicação, os passageiros de um avião que chegou em Ulaanbaatar, capital da Mongólia, também foram colocados em quarentena. Onze passageiros teriam ido diretamente para hospitais e outros 150 foram examinados no aeroporto e em quadras esportivas.

O jornal ainda falou com turistas russos e europeus que estão "presos" em cidades da Mongólia por conta da quarentena. Segundo as autoridades, no entanto, a prioridade é evitar uma epidemia da doença. De acordo com o Ministério da Saúde mongol, a quarentena deve durar até 21 dias e a situação não é considerada crítica.

Leia também: Postos de todo o Brasil fazem Dia D de vacina contra a gripe neste sábado

A peste bubônica é causada pela bactéria Yersinia pestis, que é altamente contagiosa e pode matar um adulto em apenas 24 horas, casa não seja feito o tratamento adequado. Foi essa doença que dizimou a população europeia no Século XIV, matando cerca de 50 milhões de pessoas. Nessa época, a enfermidade ficou conhecida como peste negra .