Tamanho do texto

Costuma confundir as duas doenças com frequência? Tire suas dúvidas aqui

Muitas pessoas costumam confundir artrite com artrose. Apesar de ambas serem doenças inflamatórias que afetarem as articulações do corpo — daí a grande confusão —, elas têm características bem diferentes.

Leia também: 9 genes que podem estar ligados à artrose devem ajudar em novos tratamentos

mão e joelho arrow-options
shutterstock
Artrite reumatoide afeta pequenas articulações, como mãos; a artrose, por sua vez, pode afetar as cartilagens do joelho

A artrite reumatoide, por exemplo, é mais prevalente em pessoas com idades entre 35 e 50 anos, enquanto a artrose — agora também chamada de osteoartrite — aparece quando a idade já está mais avançada, por volta dos 70 anos. As duas afetam mais as mulheres.

"No caso da artrite reumatoide, a paciente sofre de uma doença autoimune. Isso significa que o organismo dela começa a produzir anticorpos para combater o próprio tecido que envolve as articulações. Isto gera um processo de inflamação generalizada", explica Licia Mota, coordenadora da Comissão de Artrite Reumatoide da Sociedade Brasileira de Reumatologia.

Já a artrose é um processo natural do corpo que se dá por conta do envelhecimento. Mas alguns fatores de risco podem acelerar o processo de degeneração das articulações. "O sedentarismo e o excesso de peso sobrecarregam as articulações e aumentam as chances de desenvolver artrose nos joelhos e na coluna, por exemplo", aponta Francisco Airton, diretor científico do 36ª Congresso Brasileiro de Reumatologia.

Leia também: "Artrite dói mais no inverno": mito ou verdade?

Uma das lesões mais comuns provocadas pela artrose é a conhecida como bico-de-papagaio. Ela ocorre por um crescimento anormal de tecido ósseo em torno de uma articulação da coluna vertebral.

Os tratamentos para as duas doenças são diferentes. Enquanto para a artrose não há um medicamento que impeça sua evolução, para a artrite reumatoide surgiram diversas alternativas medicamentosas nos últimos anos.

"Os remédios são capazes de alterar a maneira como o organismo ataca as articulações. Quanto antes a artrite reumatoide for diagnosticada, melhor será o tratamento. Hoje já temos casos de desaparecimento dos sintomas", diz Licia.

No caso da artrose, recomenda-se o fortalecimento dos músculos. Nos casos de grande perda de cartilagem, a cirurgia pode ser indicada.

Sintomas e tratamento

Artrite reumatoide

Inflamações ocorrem na maior parte das vezes em pequenas articulações, como mãos, punhos, pés e tornozelos. Elas costumam ser generalizadas, ou seja, acontecem todas de uma vez só.

As dores provocadas pela inflamação são mais fortes enquanto a pessoa está em repouso, como por exemplo, quando ela acaba de acordar. Conforme ela se movimenta, a dor alivia. O tratamento é feito com medicações que controlam a ação autoimune do corpo.

Leia também: Mitos e verdades sobre a artrite reumatoide, doença que afeta os mais jovens

Artrose

As inflamações costumam aparecer em outras cartilagens, como as do joelho, quadril e da coluna. Elas costumam acontecer uma de cada vez, ou seja, o paciente tem artrose no joelho ou na coluna. As dores são mais fortes enquanto a pessoa está se movimentando, pois a locomoção força os ossos contra a cartilagem está deteriorada. As dores aliviam com o repouso.

O tratamento é feito com indicação de exercícios físicos para fortalecer a musculatura em volta da cartilagem e diminuir o excesso de peso sobre ela. Nos casos em que a degeneração é grande, há a possibilidade de fazer uma cirurgia na qual a cartilagem desgastada é substituída por uma prótese.