Tamanho do texto

Quem não se imunizou pode procurar um posto de unidade básica de saúde; Meta da prefeitura é chegar ao índice de 95% de cobertura vacinal

Termina neste sábado (31) a campanha de vacinação contra o sarampo em São Paulo. Porém, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu manter a imunização para bebês, entre 6 e 11 meses.

Leia também: Saúde confirma casos de sarampo em mais 7 estados; DF tem infectados

Posto de vacinação fechado na Zona Sul de São Paulo arrow-options
Reportagem iG
Posto de vacinação fechado na Zona Sul de São Paulo

Segundo a reportagem do "Jornal Hoje", o objetivo da Secretaria Municipal de Saúde é chegar a 95% da cobertura vacinal. Na noite da última sexta (30), a Secretaria Estadual confirmou a morte de dois bebês com  sarampo .

Leia também: Não é só doença de criança: sarampo em adultos também traz riscos à saúde

 Mesmo com o fim da  campanha  para jovens, a vacina  tríplice viral , que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola, a medicação segue disponível nas UBS da cidade.

A orientação é que jovens de 1 a 29 anos tenham duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas. Já quem tem de 30 a 59 anos, precisa receber, pelo menos, uma dose da tríplice viral.

Desde o início da projeto, que começou em 10 de junho, até o atual o momento, 66.21% das crianças, entre 6 e 11 meses, foram imunizadas. Já 42,5% dos jovens, entre 15 a 29 anos, foram vacinados. Essa são as duas faixas etárias mais atingidas pela doença. 

Estado de São Paulo tem mais duas mortes por sarampo confirmadas

Apesar da meta estabelecida pelo governo, a reportagem do  iG  passou por um posto de anicação contra o  sarampo  neste sábado (31) na Rua Bartolomeu Paes, na zona Sul, e viu a unidade fechada. Houve tentativas de contatar a prefeitura, mas até o momento da publicação desta matéria não houve resposta.