Tamanho do texto

As queimaduras domésticas têm três causas principais: líquidos, álcool e eletricidade; saiba o que fazer e o que evitar caso seja uma vítima

Queimaduras domésticas são comuns, e podem ter diversas causas - de instalações elétricas precárias até panelas com óleo quente. Mas quais são as principais causas delas, e o que deve ser feito em casos de emergência?

Leia também: Fogos de artifício causaram mais de 5 mil internações no Brasil em dez anos

Homem assustado segurando frigideira em chamas arrow-options
shutterstock
As queimaduras domésticas são muito comuns na cozinha, seja pelo uso de água e óleo quente, seja pelo uso do álcool

Segundo Luiz Fernando Pinheiro, porta-voz do banco Autarquia Hospitalar Municipal, as principais queimaduras domésticas são as seguintes:

  1. Escaldadura - ferimentos causados por líquidos quentes, como água e óleo
  2. Queimaduras com álcool
  3. Traumas elétricos - queimaduras resultantes de choques

Qual o tratamento para queimaduras domésticas mais adequado?

Homem lavando a mão com água corrente na pia arrow-options
shutterstock
O tratamento para queimaduras domésticas mais indicado é lavar a ferida com água corrente e cobri-lo com pano limpo

Embora o resultado de cada lesão varie de acordo com as circunstâncias, o tratamento para queimaduras básico é o mesmo: segundo Luiz Fernando, o procedimento mais correto é enxaguar a lesão com água fria até que ela pare de arder. 

“Isso tira um pouco da inflamação e diminui a temperatura da queimadura”, observa Caio Lamunier, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Após lavar a ferida, segundo Luiz Fernando, o próximo passo é colocar um pano limpo sobre ela, independentemente dos graus de queimadura sofridos, e dirigir-se a um médico que tenha capacidade de atendê-lo e tratar o ferimento.

O porta-voz e o dermatologista também advertem contra o uso de tratamentos alternativos como pasta d’água, gema de ovo e pomadas de farmácia, bem como contra a tentação de estourar a bolha formada após a queimadura.

E, além de dar atendimento adequado e imediato para o ferimento, uma parte do tratamento para queimaduras domésticas é afastar-se das causas, segundo Caio. No caso de queimaduras térmicas, por exemplo, é preciso eliminar o calor com a água fria. Já para aquelas causadas pela eletricidade, é recomendado ficar longe da corrente elétrica.

Leia também: Sobe para nove o número de mortes relacionadas ao uso de vape nos EUA

Diferenças de tratamento entre queimaduras leves e graves

Dito isso, vale lembrar que algumas etapas do procedimento variam levemente de acordo com os graus de queimadura e a extensão dos ferimentos. Por exemplo, o uso do pano sobre feridas mais graves pode causar complicações. “Em queimaduras muito extensas, esse pano pode grudar na queimadura e ser complicado para tirar”, explica Caio.

Também no caso de queimaduras graves é não é aconselhado que o próprio ferido dirija até o hospital. Segundo o porta-voz do banco Autarquia Hospitalar Municipal, a melhor alternativa é chamar uma ambulância ou então pedir por uma carona até a unidade de saúde mais próxima.

Outra diferença no tratamento para queimaduras é o que fazer com suas roupas e acessórios. No caso de feridas mais leves e superficiais, basta fazer a limpeza com água corrente e cobrir com um pano limpo.

Já para os graus de queimadura mais graves, isso pode não ser suficiente. “Por exemplo, quando as queimaduras são nas mãos e/ou nos braços, é importante retirar na hora as pulseiras e anéis”, observa o dermatologista.

E no caso de queimaduras tanto graves como extensas, é melhor deixar que um especialista cuide disso. “O ideal é não retirar a roupa que fica grudada. Você lava com água fria, cobre com pano limpo ou uma compressa e vai ao pronto-socorro para essa roupa ser retirada cirurgicamente”, recomenda.

Como se prevenir contra as queimaduras domésticas

Criança tentando puxar cabo de panela na cozinha arrow-options
shutterstock
Há várias formas de evitar queimaduras domésticas, como nunca deixar o cabo da panela para fora do fogão

Mas, e para evitar esse tipo de acidente na sua casa? Segundo Luiz Fernando e Caio Lamunier, existem algumas precauções básicas para fugir das três principais causas de queimaduras domésticas:

  1. Tome cuidado na cozinha - não deixe os cabos das panelas virados para fora do fogão e assegure-se de que eles estão bem instalados. Cuidado com o óleo quente durante a fritura e nunca jogue alimentos congelados direto no óleo;
  2. Mantenha panelas quentes longe das beiradas
  3. Não use o álcool de posto de gasolina (etanol) para acender lareiras e churrasqueiras;
  4. Sempre tome cuidado na hora de acender qualquer fogo, mesmo que esteja usando álcool gel específico para isso;
  5. Mantenha suas instalações elétricas atualizadas;
  6. Evite gambiarras, benjamins (adaptadores de tomada) e carregadores piratas;
  7. Procure um profissional qualificado para cuidar das instalações elétricas da sua casa.

Leia também: Jovem americano fica com "pulmão de 70 anos" após uso de cigarro eletrônico

Tomando estas precauções, as suas chances de sofrer queimaduras domésticas serão reduzidas consideravelmente e você tornará sua residência um local mais seguro também para seus familiares e amigos.