Tamanho do texto

Diversos casos do dia a dia podem causar dor nos ombros; ortopedista explica o que fazer em cada um e quando é hora de procurar ajuda médica

Em diversas situações, como nas tarefas diárias e nas práticas esportivas, a dor nos ombros pode vir à tona e causar extremo desconforto. De fato, muitas tarefas que exigem deslocamentos, força ou apenas a movimentação dos braços podem ser desgastantes e causar problemas na região dos ombros.

Leia também: Dor no ombro? Sem cuidados, lesão pode piorar em 40% dos casos, diz especialista

dor nos ombros arrow-options
shutterstock
Ortopedista explica duas condições que podem causar dor nos ombros e quais os tratamentos indicados em cada caso

Um dos problemas mais comuns de dor nos ombros é a síndrome do manguito rotador , que surge do desgaste dos músculos que rodeiam o ombro e dão a estabilidade e sustentação aos ossos da junção com o braço. Normalmente, essa lesão está associada à repetição de movimentos.

Conforme explica o ortopedista Layron Alves, pacientes com essa condição costumam apresentar sintomas como dor no ombro, fraqueza ou dificuldade para elevar o braço, além de diminuição da força. A prática de esportes, como natação, e o uso constante de celulares e computadores por muito tempo podem causar a lesão. 

Depois do diagnóstico, é importar seguir o tratamento correto. “Para o tratamento, costuma-se indicar repouso, fisioterapia, aplicação de gelo, anti-inflamatórios e, em alguns casos, procedimentos cirúrgicos", ressalta o profissional, que é especialista em cirurgia do ombro e cotovelo e membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).

Leia também: Saiba se você tem escoliose e como tratar a coluna em forma de S

Alves destaca que outra patologia comum é a luxação recidivante , causada por impactos, choques ou uso incorreto ao fazer algum levantamento de peso. Nesse caso, a dor sentida é mais forte e, às vezes, pode exigir que o médico recoloque o ombro no lugar com manobras específicas ou através de cirurgia, como a artroscopia.

dor nos ombros arrow-options
shutterstock
No caso da luxação recidivante, a dor é mais forte e, geralmente, o problema atinge pessoas que são mais novas

“Apesar das luxações acontecerem após uma ação específica, há pessoas propensas por terem a articulação frouxa, facilitando o deslocamento e separação dos ossos. Independente do caso, o diagnóstico não deve ser postergado, pois a insistência na movimentação após a luxação pode resultar no desgaste de outras cartilagens, agravando o problema", reforça.

Mesmo que as condições tenham gravidades diferentes, elas estão associadas ao enfraquecimento dos músculos que cercam os ombros. A lesão do manguito rotador afeta, geralmente, pessoas em idades mais avançadas e que fazem muito esforço no ombro. A luxação, por sua vez, é mais comum nos jovens, que são mais propensos a impactos. 

Leia também: Compressa quente ou fria? Saiba quando fazer cada uma delas

“É muito importante trabalhar em prol do fortalecimento e alongamento dos ombros, assim como de todas as regiões do corpo. É uma região fundamental para as práticas do cotidiano e não pode ser ignorada quando se busca mais rigor físico, tampouco quando surgem as primeiras dores", diz Alves. Por isso, ao sentir dor nos ombros , procure um médico o quanto antes.