Tamanho do texto

Os raios UVB levam a uma maior diversidade da microbiota intestinal

O tanto de sol que você toma pode afetar a saúde do seu intestino, segundo um estudo piloto da University of British Columbia publicado no periódico  Frontiers in Microbiology . O processo se daria pela exposição aos raios UVB, que estimulam a produção de vitamina D. Por sua vez, os níveis deste nutriente estão, junto à exposição solar e às bactérias presentes no intestino, ligados ao risco de inflamações como esclerose múltipla e Doença Inflamatória Intestinal (DII).

Leia também: Especialista diz o que cada tipo de fezes indica sobre seu organismo

Homem surpreso segurando um pedaço de papel higiênico na mão direita e o rolo na mão esquerda arrow-options
shutterstock
Os raios UVB podem estimular alterações no aspecto das fezes por meio da vitamina D

Para a realização do estudo, segundo o blog da  Frontiers , plataforma de publicação científica aberta responsável pelo  Frontiers in Microbiology e outros periódicos, 21 voluntárias foram expostas a raios UVB em três sessões de um minuto ao longo de uma semana.

As cobaias foram divididas entre as que tomavam suplementos de vitamina D antes do início do estudo e aquelas que não tomavam. Antes e depois das sessões, foram coletadas amostras de fezes para analisar a flora intestinal e de sangue para medir os níveis de vitamina D.

Leia também: 6 alimentos para hemorroida que ajudam a melhorar dor e outros incômodos

O papel dos raios UVB sobre o aspecto das fezes

Após a análise dos resultados, os pesquisadores, liderados por Bruce Vallance, professor da Universtiy of British Columbia, observaram um aumento na diversidade da  microbiota intestinal  nos indivíduos que não estavam tomando suplementos, que estaria ligado ao estímulo da produção de vitamina D causados pela exposição aos raios UVB.

As bactérias intestinais que mais aumentaram em quantidade foram as da família  Lachnospiraceae , as quais, segundo Vallance, estão ligadas aos níveis de vitamina D do hospedeiro.

Leia também: Veja quem deve tomar polivitamínicos e quais os riscos disso

Em outras palavras, de acordo com o blog da Frontiers , isso indica que esta vitamina é responsável, pelo menos, por mediar uma parte do processo de enriquecimento da microbiota intestinal causado pela exposição aos raios UVB .