Há duas décadas, o mundo dedica o Dia Mundial do Combate ao Câncer, 4 de fevereiro, para discutir a causa e políticas de prevenção sobre o tema. Embora seja uma doença com sintomas e agravantes em comum, o câncer possui muitos tipos e afeta diferentes órgãos, exigindo uma atenção diferente para cada um. 

Câncer de pulmão está entre as principais causas de morte no mundo
shutterstock
Câncer de pulmão está entre as principais causas de morte no mundo

Câncer de pulmão, cólon e reto, mama e estômago são alguns dos tipos mais letais da doença, de acordo com a lista publicada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) em 2018. Entendam o que os torna tão perigosos e quais as melhores formas de prevenção. 

Câncer de pulmão 

câncer de pulmão é uma das principais causas de morte no mundo, mesmo quando o ranking extrapola causas médicas. De acordo com o médico oncologista Antônio Carlos Buzaid, um dos motivos é o fato de que, frequentemente, a doença é descoberta em estágio avançado. “É um câncer com grande chance de cura quando tratado precocemente, mas, como não apresenta sintomas , dificilmente isso acontece”, explica. 

O profissional reforça que, para a prevenção e detecção precoce, e recomendação é de exames anuais de tomografia computadorizada em pacientes fumantes a partir dos 40 anos. De acordo com dados publicados pelo Inca, Em cerca de 85% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco.

Apenas algumas pessoas com câncer de pulmão em estágio inicial apresentam sintomas. Os mais comuns são:

  • Tosse persistente
  • Escarro com sangue
  • Dor no peito
  • Rouquidão
  • Piora da falta de ar
  • Perda de peso e de apetite
  • Pneumonia recorrente ou bronquite
  • Sentir-se cansado ou fraco
  • Nos fumantes, o ritmo habitual da tosse é alterado e aparecem crises em horários incomuns. 

Câncer de intestino

Assim como no caso do câncer de pulmão, o perigo deste está no fato de tratar-se de uma doença silenciosa, cujo diagnóstico depende principalmente dos exames preventivos. “Um agravante para a detecção do câncer de cólon e reto é cultural. Os brasileiros não gostam de fazer o exame e esperam algum problema acontecer”, acrescenta Antônio Carlos. 

Leia mais: Do cigarro ao narguilé; veja o que os tipos de tabagismo fazem com você

Apesar da dificuldade aparente no diagnóstico, o segundo câncer mais letal no país possui um alto índice de cura quando identificado precocemente. Entre os fatores de risco estão: idade igual ou acima de 50 anos; excesso de peso; alimentação não saudável; consumo de carnes processadas e ingestão excessiva de carne vermelha.

Os sintomas mais frequentemente associados ao câncer do intestino são:

Você viu?

  • sangue nas fezes;
  • alteração do hábito intestinal (diarreia e prisão de ventre alternados);
  • dor ou desconforto abdominal;
  • fraqueza e anemia;
  • perda de peso sem causa aparente;
  • alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas)

  • massa (tumoração) abdominal


Câncer de mama

Câncer de mama é o principal tipo da doença entre mulheres
shutterstock
Câncer de mama é o principal tipo da doença entre mulheres

Tipo de câncer mais comum entre mulheres, o câncer de mama é altamente curável quando detectado precocemente - com mais de 95%de chances de cura. A observação, porém, precisa ser constante em mulheres com mais de 50 anos através da mamografia. 

Entre os entraves culturais para o exame, estão os mitos de que à mamografia faria mal à saúde da mama ou até mesmo que o autoexame - outra importante forma de observação - substituiria do estudo clínico. 

Entre os fatores de risco estão causas ambientes e comportamentais, como tabagismo, hormonais, como a primeira menstruação antes dos 12 anos, e hereditários, como casos anteriores de câncer de mama na família. 

O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio dos seguintes sinais e sintomas:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja
  • Alterações no bico do peito (mamilo)
  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço
  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos


Câncer de estômago

Também conhecido com câncer gástrico, o câncer de estômago também possui o agravante da difícil detecção. “Esse câncer está relacionado ao tipo de alimentação e outras doenças como úlceras e gastrite causadas pela bactéria H. Pylori”, explica o profissional de saúde. 

O adenocarcinoma de estômago - tipo mais comum do tumor - atinge, em sua maioria, homens por volta dos 60-70 anos. De acordo com Inca, cerca de 65% dos pacientes têm mais de 50 anos. O câncer de estômago também é o terceiro tipo mais frequente entre homens e o quinto entre as mulheres no Brasil.

Não há sintomas específicos do câncer de estômago. Alguns sinais como perda de peso e de apetite, fadiga, sensação de estômago cheio, vômitos, náuseas e desconforto abdominal persistente podem indicar tanto uma doença benigna (úlcera, gastrite, etc.) como um tumor de estômago. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários