O Instituto Nacional do Câncer (Inca) divulgou as estimativas da doença no Brasil. Em 2020 , o país deve ter 625 mil casos novos de câncer , a maioria deles (177 mil) câncer de pele do tipo não melanoma.

Leia mais: Quais são os tipos mais letais de câncer e o que fazer para prevenir

Câncer é o principal problema de saúde pública no mundo
shutterstock
Câncer é o principal problema de saúde pública no mundo


Depois deste tipo, os cânceres mais comuns são os de mama e próstata (66 mil cada), cólon e reto (41 mil), pulmão (30 mil) e estômago (21 mil).

— O câncer é um indicador sócio-econômico claro, e o Brasil é muito desigual. Onde o IDH (Indice de Desenvolvimento Humano) é mais baixo, estão lá o câncer de útero e de estômago — diz a oncologista Maria Inês Gadelha, diretora do Departamento de Atenção Especializada da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde.

O câncer é o principal problema de saúde pública no mundo e já está entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade) na maioria dos países.

Leia mais: Teste genético pode impedir o surgimento do câncer; veja quem deve fazê-lo

Segundo o Inca, 7,6 milhões de pessoas morrem em todo o mundo por causa do câncer a cada ano. Mais da metade delas (4 milhões) têm entre 30 e 69 anos.

A previsão, segundo o instituto, é que 6 milhões de pessoas morram prematuramente por ano até 2025, caso não sejam adotadas medidas de prevenção.

Nesta terça, a OMS também divulgou dados sobre o câncer. Segundo a organização, os registros da doença aumentarão cerca de 81% nos países em desenvolvimento até 2040.

Leia mais: Mais de 4 mil casos de câncer de pele foram diagnosticados em dezembro

Em um comunicado divulgado nesta segunda-feira (3), a ONU alerta que se as tendências atuais se mantiverem, o mundo registrará um aumento global de 60% dos casos de câncer nas próximas décadas.

    Veja Também

      Mostrar mais