Respirador
Reprodução
57% dos pacientes em estado grave sofre de pressão alta, 41% são obesos e 34% são diabéticos

Quase todos os pacientes que precisaram de respiradores na maior rede de hospitais de Nova York morreram, informa estudo. De acordo com a rede Northwell Heath, 20% dos pacientes de Covid-19 tratados nos hospitais vieram a óbito, enquanto 88% dos que foram colocados nos respiradores faleceram.

LEIA MAIS: Voluntários recebem primeira dose da vacina para Covid-19

O ventilador força a entrada de ar nos pulmões do paciente que não consegue respirar sem assistência, nos casos mais severos de pneumonia e síndrome respiratória aguda grave. Outros estudos menores também mostram que pacientes que precisam de respiradores dificilmente sobrevivem. 

Apenas 12% dos pacientes do estudo precisaram de ventiladores, segundo a Dra. Safiya Richardson do Instituto Médico da Northwell Health. O novo estudo, publicado pela Associação Americana de Medicina, mostra as complicações dos casos mais graves de Covid-19.

Com base nos 5,7 mil pacientes que precisaram de respiração artificial na rede Northwell Healt, em Nova York, os médicos chegaram em um perfil: 57% dos pacientes internados em estado grave sofrem de pressão alta; 41% são obesos e 34% são diabéticos.

“Pacientes que sofrem de diabetes têm maiores chances de precisar de respiradores na comparação com os outros”, diz o estudo. Homens também estão mais suscetíveis a morrer de Covid-19 que mulheres; nenhuma pessoa abaixo de 18 anos morreu. Em média, pacientes que superaram a etapa mais grave da doença eram mandados para casa após quatro dias. 

    Veja Também

      Mostrar mais