Covid-19
Agência Brasil/Fernando Frazão
Covid-19 é um problema bem maior do que é catalogado pelas autoridades, diz pesquisa

Estudos conduzidos na Alemanha, Holanda e algumas regiões dos Estados Unidos apontam que os casos oficiais de Covid-19 podem ser apenas uma pequena fração das infecções e o grande número estaria sendo perdido. Segundo a revista Science, 30% da população de alguns países já pode ter sido infectada.

LEIA MAIS: Saiba quais são os outros órgãos atacados pelo novo coronavírus

Um dos exemplos da brutal subnotificação de casos vem da Universidade de Bonn, na Alemanha. Sob o comando do virologista Hendrik Streeck, os pesquisadores coletaram exames de anticorpos da cidade de Heinsberg, uma das mais afetadas pela Covid-19. O estudo concluiu que 14% da população testada havia desenvolvido anticorpos para o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Comparando os dados obtidos pelo levantamento com as mortes oficiais registradas na cidade, a Universidade de Bonn concluiu que o vírus matou 0,37% dos pacientes contaminados. Nos municípios em que as pessoas desenvolveram mais anticorpos, os pesquisadores afirmam que os prefeitos podem afrouxar as leis de isolamento.

Segundo a OMS, ainda não há evidência de que a presença de anticorpos possa evitar uma segunda contaminação pela Covid-19. Tanto na Coreia do Sul quanto na China, alguns pacientes que se curaram completamente da doença voltaram a testar positivo. Pesquisadores sugerem que não se tratam de casos de “reinfecção”, mas sim de uma nova manifestação de partes do vírus que ficaram incubadas por mais tempo. 

    Veja Também

      Mostrar mais